Carol Ito
Bruna Bittencourt

por Carol Ito
Bruna Bittencourt

Quatro atrações brasileiras do Dekmantel contam à Trip quais sets não vão perder no festival holandês de música eletrônica, que volta a SP; ouça nossa playlist  

O Playcenter vai virar pista. A segunda edição brasileira do Dekmantel, festival holandês de música eletrônica, toma conta do espaço que já abrigou o parque de diversão paulistano, neste fim de semana – o after-hours do evento terá o Sambódromo como palco.
Entre mais de 70 atrações, o festival traz a São Paulo o inglês Four Tet, a russa Nina Kraviz e a dupla alemã Modeselektor. No time nacional, estão nomes da velha-guarda da MPB como Marcos Valle e Azymuth (de quem vários DJs tomaram samples emprestados), a dupla Selvagem e o grupo Teto Preto - ouça nossa playlist 100% brasileira no fim da matéria.  Trip perguntou a quatro atrações brazucas quais sets eles não vão perder no festival:

LEIA TAMBÉM: Projeto Na Manteiga:Cavando fundo nas cenas musicais independentes 

DJ Nuts, que toca raridades da música brasileira e se apresenta ao lado do trio Azymuth:    
"Quero ver a dupla Selvagem. Toquei com eles e conheci muita música legal dos anos 80. Eles tocam um som brasileiro estilo boogie."
Selvagem, domingo, às 18h 

Augusto Olivani, metade da dupla Selvagem, que vai do house à música brasileira, passando pelo techno:   
“Recomendo o norueguês Fett Burger, do selo Sex Tags Mania, de uma cena bem boa, que borra a barreira entre techno e house, produz faixas longas, percussivas e super viajantes.  
Bufiman, também conhecido como Wolf Müller e Jan Schulte, é um alemão super talentoso que a gente conheceu tocando no Dekmantel de Amsterdã, em 2017. Ele faz umas músicas super percussivas. No ano passado, lançou uma coletânea de som tropical, reunindo percussionistas que gravaram uns discos bem viajandões no fim dos anos 70 e início dos 80 e que não tem nada a ver com a Alemanha. Ele fez um edit de Barbatuques, que vamos lançar pelo nosso selo. 
Outro nome que quero ver é o Os Mulheres Negras (dupla experimental de André Abujamra e Maurício Pereira, formada na década de 70). Assisti ao show deles no ano passado, no festival da Red Bull. Eles fizeram uma apresentação curta, com repertório que costumam apresentar normalmente, mas acho que devem preparar um show mais doideira para o Dekmantel.
O americano Anthony Naples é um dos nomes mais interessantes de house dos últimos cinco anos. Tomou todo mundo de assalto com três faixas que lançou pelo selo do Mister Saturday Night, coletivo de Nova York.”    
Fett Burguer, sábado, às 3h
Bufiman, sábado, às 15h
Os Mulheres Negras, domingo às 15h
Anthony Naples,
 sábado 3, às 23h


Barbara Boeing, que faz uma mistura de house, disco e techno em seus sets:

"Quero muito ver o Antal no Dek. Ele é dono da Rush Hour, uma loja de discos em Amsterdã com milhões de álbuns que me interessam. Além de ser um bom seletor musical, mixa muito bem — e o que me atrai mais nos DJs é a seleção, depois a mixagem. Ele toca em seus sets uma grande seleção de música brasileira. É um som que não aumenta o BPM, bem leve, pra cima, deixa todo mundo feliz. ”
Antal, domingo, às 21h  

 
Caio T, um dos fundadores do Gop Tun, coletivo de DJs e festas, que discoteca com um pé no house: 
“A dupla alemã Lena Willikens & Vladimir Ivkovic começou a despontar há três anos e estão no seu melhor momento. Vão fazer um set de quatro horas e vai ser muito legal ver eles explorando uma sonoridade mais tribal, lenta, muito específica deles. São seletores de mão cheia, procuram as maiores raridades para tocar, aquilo que ninguém conhece. O line-up deste dia dos Selectors (palco em que eles se apresentam) está conectado com a brasileira Tatá Ogan e o alemão Bufiman, que exploram essa sonoridade. Imperdível.”     
Lena Willikens & Vladimir Ivkovic, sábado, às 17h  

Dá um play:

Vai lá
www.dekmantelfestival.com.br

Créditos

Imagem principal: Divulgação

matérias relacionadas