por Diogo Rodriguez

Gaúcha de 27 anos revela suas preferencias e diz que físico não é o mais importante

Desde os 18 anos, Tatiane Dysarz mora em São Paulo, cidade que assustou a gaúcha vinda da pequena Erechim (RS). "Tudo era muito longe, tive um choque", conta a morena de 27 anos.

Hoje ela está completamente acostumada e já circulou o mundo trabalhando como modelo. Em Bangkok, na Tailândia, morou cinco meses e já esteve também na China, Turquia e México. Nessa época não havia tempo para namorar, então ela podia cair na balada à vontade: "Gosto de me arrumar. Adoro vestido, sapato. Tenho mais de cinquenta pares". Se ela já chama a atenção sem muitos apetrechos de beleza - como atesta seu ensaio para a Trip -, imaginem toda produzida em uma balada? O assédio é certo: "Sempre tem aqueles que vem perguntar se eu sou modelo, com aquele xavequinho".

Parece mentira quando ela diz, despreocupada, que mantém o corpo sem fazer tanto esforço assim: "Gosto de academia, ginástica, mas sem paranóias". Tudo se explica quando conta seu prato favorito: "Salada me dá água na boca. E não sou muito chegada em chocolate". A notícia ruim fica por conta de um detalhe: Tatiane tem namorado. O que fez o rapaz para arrebatar o coração da gaúcha? Reservada, não quis dar muitos detalhes, mas deixou escapar que o físico não é o mais importante: "Gosto de pessoas engraçadas". E completa: "Só não gosto de homem bombado, mas tem que gostar de cuidar do corpo". 

matérias relacionadas