por Florian Spieth
Trip #235

O skate aquático com winch é a nova sensação entre os esportes de ação

Deslizar a toda velocidade sobre a água e, ao mesmo tempo, dar saltos ousados em lagos, rios e até mesmo em terraços de arroz: o skate aquático com winch é a nova sensação entre os esportes de ação

A ideia fundamental não é nova: graças à propulsão de um motor potente, há anos os esportistas são puxados na água em cima de diferentes tipos de pranchas. Porém, a sensação de total liberdade aparece quando o propulsor é tão compacto que cabe no porta-malas de qualquer automóvel de porte médio. Praticar skate na água com winch é o novo esporte da moda e abre perspectivas até então desconhecidas. Em um lago artificial, em um curso de rio ou nos terraços de arroz nas cordilheiras das Filipinas, quase não há limites para imaginar lugares em potencial.

Para viver essa aventura, além do winch, bastam um wakeboard ou kiteboard, um capacete e um calção de banho para dar início à descarga de adrenalina. O winch é um guincho a motor, que acelera o esportista a uma velocidade variável. Como propulsão, serve um motor de 6 a 16 CV, dependendo da transmissão e do tipo de engrenagem. O comprimento da corda varia conforme o tamanho do carretel e da distância a ser percorrida, que não deve ser inferior a 100 metros, a fim de permitir um amortecimento entre o ponto final da corrida e a posição do guincho. O comprimento costuma ser de cerca de 300 metros. Como o esportista e o operador do guincho precisam se comunicar para dar a largada, a corda também não pode ser muito comprida. Obviamente o percurso do surf é de mão única, ou seja, apenas em uma direção, e a corda volta a se desenrolar rumo ao ponto de partida. Para os completos novatos, as primeiras experiências ficam mais fáceis usando um skate no asfalto ou um snowboard na neve.

*Texto publicado originalmente na Trip Alemanha. Tradução: Karina Jannini.

matérias relacionadas