por Luiz Filipe Tavares

Wakeboarders da Eslovênia inovam ao encarar corredeiras na subida de rio

Robert Pokovec e Dominik Hernler aceitaram o desafio e levaram o wakeboard em cachoeira a um nível ainda mais intrépido. No rio Soca, na Eslovênia, eles inverteram a ordem lógica e passaram a encarar as congelantes corredeiras rio acima, tudo isso de wakeboard e puxados por um motor posicionado no alto da queda d'água. A versão ainda mais radical da modalidade, que empresta técnicas do rafting e da canoagem, pode até não ser novidade, mas surfar uma corredeira na direção contrária das águas é que dá um certo nível de ineditismo à proeza.

Aqui no Brasil o wake em cachoeira já é praticado com certa regularidade na Serra do Cipó, em MG. Em maio de 2011, quando a prática ainda não era comum em águas brasileiras, a Trip acompanhou a descida de um grupo de atletas nas corredeiras da serra. 

No vídeo você vê os wakeboarders europeus "subindo" o rio Soca, na Eslovênia. 

(via Devour)

matérias relacionadas