por Gonçalo Junior
Trip #214

Entre tantas funções, o melhor amigo do homem também enriquece nosso vocabulário

O melhor amigo do homem tem muitas utilidades no nosso cotidiano, inclusive a de enriquecer nosso vocabulário

Se alguém um dia mandar você pentear macacos, preste bastante atenção na entonação utilizada. Pode não ser um simples “vai ver se eu estou na esquina”. Isso porque em outros tempos, antes da depilação masculina, o pênis ficava numa área bastante peluda. Ou seja, pentear macacos podia ser uma sugestão de... fazer boquete ou masturbar seu semelhante. Confira a origem e a aplicação de alguns usos linguísticos da genitália masculina.

Caralho: Originalmente significa mastro da caravela. Passou a ser usado para expressar surpresa (caralho!), indignação (caralho...) ou admiração (caralho!!). Perfeito para um pênis, não? Mas os chatos do politicamente correto o trocaram por “caraca”.

Pica: Para alguns, a pica do homem vem da denominação de lança antiga. Para outros, de picada, do verbo picar, furar. Penetrar, portanto, é uma consequência natural do uso da palavra. Acabaria por definir o sujeito que é o melhor em tudo: o picão. Dizem, por exemplo, que Messi é picão. Será?

Rola: Vem da pomba-rola ou rolinha, semelhante ao pombo, porém menor. Essa ave costuma ficar encolhida, como um pênis em repouso. Em ereção, no entanto, o órgão genital masculino pode quadruplicar de tamanho.

Pinto: Pinto é o filhote do galo e da galinha, aquele bichinho pequenininho que gosta de ficar encolhido no canto. Geralmente se usa “pinto” para fazer referência ao pênis de um menino.

Vara: Ter um varão em casa é ter um menino. Vara é uma peça de madeira roliça, comprida e delgada. Ou, segundo os dicionários, “antiga medida de comprimento equivalente a 1,10 metro”. Pense numa vara de um atleta antes do salto. É isso. Tem a ver com ereção, com pau envergado, em ponto de bala.

Pirulito: Uma forma das mais libidinosas de reduzir a função de um pênis a um boquete ou insinuar algo nesse sentido.

Qual o sentido?
Quando o objetivo é fazer um trocadilho com pênis, muitas vezes deve-se recorrer a uma frase inteira para que ele seja mais bem compreendido

“Desceu a vara” – Penetrou com virilidade, bateu, insultou, humilhou.
“É ferro na boneca!” – Algo do tipo “Mata a cobra e mostra o pau”, “É foda!”. Não necessariamente tem a ver com penetração e travestis.
“Ver a mangueira entrar bonito na avenida” – Penetrar ou ser penetrada(o), numa referência à escola de samba carioca durante o desfile de Carnaval.
“Com a pistola na mão” – Alguém está segurando um pênis, pode ser o próprio dono ou não.
“Cabeça de pica” – Burro.
“Cara de pica” – Cara de bobo.
“Amor que fica é o amor de pica” – Precisa realmente explicar?

matérias relacionadas