por Paulo Lima
Trip #279

Conviver (ainda) é possível? Quanto mais ambíguo e tenso é o momento, mais fundamental será a nossa capacidade de refletir com clareza e inteligência a respeito deles

Quanto mais ambíguo e tenso é o momento, mais fundamental será a nossa capacidade de refletir com clareza e inteligência a respeito dele. Esta edição da Trip tem a pretensão de ajudar a todos a partir dos exemplos de pessoas que, diante das mais graves adversidades, souberam elevar suas visões. É como se a dificuldade se transformasse em uma hélice, um grande drone capaz de fazer a lente alcançar altitudes que a maioria de nós não conhece.

O entrevistado de Páginas Negras, por exemplo, é um artista que foi encarcerado por meses e mantido em prisão domiciliar, sempre sob perseguição política, por anos, período em que viu seu local de trabalho ser destruído e sua voz repetidamente calada pelo governo chinês. Esses obstáculos, por mais doloridos e profundos que tenham sido, só fizeram aguçar o jeito questionador, sincero e genuinamente provocativo que Ai Weiwei escolheu para lidar com a vida. Suas obras escancaram sua enorme lucidez e uma instigante mistura de silêncio e discrição com as porradas contundentes que dispara sem nenhum pudor.

LEIA TAMBÉM: Editorial - Você é feliz?

Weiwei é alguém que pode nos ensinar muito sobre como enfrentar de maneira inteligente e altamente eficaz as piores dificuldades. Com ele, dezenas de pessoas que se dispuseram a se despir para entender seus corpos e suas vidas e mais uma quantidade considerável de exemplos, a revista conversa diretamente com aquilo que entendemos como nossa maior vocação nestes 32 anos de Trip: conseguir ler além do que está escrito e inspirar reflexões sobre a vida com a maior qualidade possível. Aproveitem…

Créditos

Imagem principal: © HUMAN / GOODPLANET FOUNDATION

Cena do filme "Human" (2016), do francês Yann Arthus-Bertrand. A China enfrenta frequentemente ondas de calor que ultrapassam os 40ºC e, embora a maioria da população do gigante asiático, que soma incríveis 1,38 bilhão de habitantes, não saiba nadar, isso não os impede de buscar refúgio em parques aquáticos, como este na província de Sichuan.

matérias relacionadas