por Luiz Filipe Tavares

A modelo catarinense posa nua e admite: ’Acho muito bacana me sentir desejada. Toda mulher acha’

Juliana Zandomênico tem um olhar especial. Mais do que especial, é até perfurante. Os olhos cor-de-mel dessa catarinense de 25 anos são duas pedras preciosas em um rosto esculpido como se fosse à mão. Nascida na pequena cidade de Pedras Grandes, em Santa Catarina, ela cresceu para brilhar e veio para São Paulo há seis anos para trabalhar.

Quando não está viajando e cumprindo sua agenda repleta, ela não perde tempo em voar para sua terra natal para voltar ao colo da família: "Lá é ótimo. É uma cidade totalmente rural, com quatro mil habitantes. Mas é muito agradável, uma cidade linda, montanhosa... É lá que eu me escondo do mundo, fico sem telefone, sem internet, só aproveitando a família. E quando encano vou à praia, que é só a 80km de lá. Pertinho", conta.

Para manter o corpo em dia com as necessidades da profissão de modelo, Juliana jura que não é fissurada em academia: "Eu gosto de me cuidar e de fazer ginástica. Estou sempre por dentro das tendências de estética. Não me considero vaidosa ao extremo, mas estou sempre me cuidando. Gosto muito de nadar e de musculação, mas não sou rata de academia. Não tenho vocação pra bombadona, não gosto disso. Quando quero relaxar vou nadar ou correr. Você pode ter um corpo saudável, magro, forte e tonificado na medida certa, sem exageros", diz.

"Acho muito bacana me sentir desejada. Toda mulher acha, mesmo as que não confessam"

Sobre o ensaio, não tem vergonha de admitir o quanto adora se sentir desejada. Na verdade, isso a motivou. "Acho muito bacana me sentir desejada. Toda mulher acha, mesmo as que não confessam. Claro que eu já tinha feito poses assim em casa no espelho, me mostrando para namorados, mas para milhares de pessoas verem foi bem diferente. É muito bom me sentir desejada".

"Os homens têm um pouco de medo de mim, mas deve ser porque de vez em quando eu sou meio grossa com eles", Juliana provoca. "Hoje não tenho namorado e nem estou procurando. Estou solteira graças a Deus. Mas sempre procuro duas coisas nos homens que me interessam, que para mim são as coisas mais importantes. Tem que ter companheirismo e lealdade. Porque nem falo mais em fidelidade, afinal, vamos combinar que não tem mais ninguém fiel no mundo. Mais importante é ele ser companheiro e leal."

Produção executiva e estilo: Camila Nunez / Fotógrafo: Bico Stupakoff / Make: Fabia Carmona / Vídeo: Marco Paoliello "Grilo" / Produção de moda: Yoguini, Tigra, Lougerie, Corpo e arte, Lutecia

matérias relacionadas