apresentado por Festival Path

5ª edição do Festival Path reuniu público de 10 mil pessoas para falar sobre inovação

Um fim de semana com mais de 400 representantes da comunidade criativa e inovadora do Brasil, além de 23 bandas e DJs, Feiras com 27 startups, 14 games, 14 documentários, diversas traquitanas do mundo maker, entre outras atividades (desde práticas de yoga a rodadas de negócios para o mercado audiovisual e inserção de chips em humanos), moveram mais de 10 mil pessoas para conhecerem estas iniciativas durante o fim de semana do Festival Path, que aconteceu nos dias 6 e 7 de maio, em São Paulo.

O Path monta um circuito em diversos pontos do bairro de Pinheiros, com base no Instituto Tomie Ohtake, passando por duas praças da redondeza e indo até o Centro Cultural Rio Verde, como se fosse uma mini cidade. O formato condiz com o intuito do Festival: movimentar as pessoas e suas ideias. "São dois dias muito intensos! É um fim de semana para quem quer abrir a cabeça. Ninguém vai sair daqui PHD em nada, mas sim inspirado a tentar coisas diferentes, conhecer pessoas diferentes e, com isso, inovar a maneira de pensar e agir", explica o co-fundador Rafael Vettori.

Os shows dividiram-se em quatro palcos com acesso gratuito e mostraram apostas da cena independente. A inovação também esteve presente aí, com artistas já com certa estrada apostando em novos caminhos: Diego Moraes, do grupo Não Recomendados, lançou seu primeiro disco solo #ÉQueEuAndoDeÔnibus; Jairo Pereira, vocalista da banda Aláfia, apresentou seu novo projeto que mistura música e poesia, o show Mutum, e Tássia Reis cantou com seu novo grupo de minas rappers, o Rimas & Melodias.

Dentre os temas discutidos nas palestras, "Como o empoderamento da mulher negra afeta toda a sociedade brasileira", com a comunicadora Juliana Luna, a modelo e estilista Loo Nascimento e a maquiadora Daniele DaMata; "Propósitos que nutrem – um horizonte mais justo e sustentável para o sistema alimentar", com o empresário da Fazenda da Toca, Pedro Paulo Diniz, e até "Uma conversa sobre propósito" com o mestre espiritual Sri Prem Baba, que foi uma das palestras mais disputadas no Festival.

Créditos

Imagem principal: André Zuccolo, Matheus Matta e Meduzza

matérias relacionadas