por Carlos Sarli
Trip #186

Desde que nasceu a primeira revista de surfe há 50 anos, surfista e fotógrafo andam juntos

Há 50 anos nascia a primeira revista de surfe, a americana "Surfer". Desde então surfe e imagem, surfista e fotógrafo, andam juntos.

Em poucos esportes a fotografia tem tanta importância para captar sua essência quanto no surfe. O momento preciso, o ambiente, a luz, o ângulo, a plasticidade dos movimentos do surfista e da onda proporcionam imagens que às vezes surpreendem o próprio enfocado.

Escrevo olhando para meia dúzia de revistas espalhadas sobre a mesa. Uma delas uma edição comemorativa de 50 anos da Surfer. Nela, as primeiras páginas editoriais são dedicadas a uma comparação do que era o desafio no surfe em 1960 e em 2010. Da foto em preto e branco e baixa definição feita a partir da praia com uma lente mil milímetros para uma sacada de dentro d'água em cores vivas e rica em detalhes, fica evidente que a evolução no registro das imagens rivaliza com a que houve no próprio desempenho dos atletas.

Contribui para os profissionais das lentes, além da evolução dos equipamentos, o fato de que por um bom momento registrado muitos surfistas fazem qualquer loucura. Do ponto de vista jornalístico, estar na hora e no lugar certos já tem seu mérito, como a foto de Sebastian Rojas do garoto Moacir Freitas, 12, numa onda de 15 pés que estampa a capa da Fluir ou a sequência do drop "over the falls" de Carlos Burle em Mavericks no tributo que o The Surfer's Journal faz ao maior big rider brasileiro.

Mas a evolução vai além do oportunismo jornalístico e dos recursos técnicos. Trata também de um arrojo, que muitas vezes coloca o fotógrafo em risco, e do conhecimento do mar e dos atletas fotografados. Essa atitude e essa cumplicidade entre autor e "modelo" têm permitido a exploração de momentos surpreendentes nas fotos feitas dentro d'água.

Uma revista impressa em papel-jornal e que circula há dois anos gratuitamente no Rio me chamou a atenção nesse contexto. A matéria de capa da Surfar apresenta o trabalho do fotógrafo Pedro Tojal após uma temporada havaiana. Tubos vistos de cima, de baixo, de dentro, deixam evidente que Tojal buscou os ângulos sem se intimidar com os riscos. O resultado se sobressai até mesmo para quem acompanha o assunto há 30 anos.

MUNDIAL DE SURFE
Josh Kerr venceu Taj Burrow em prova Prime da ASP na Austrália. Taj vinha de três vitórias consecutivas e lidera o ranking. A segunda etapa do WT, o Rip Curl em Bells, começa na terça.

FESTIVAL DE KAYAKSURFE
A brasileira Roberta Borsari disputa a partir de hoje, em Steamer Lane, Santa Cruz, EUA, a prova mais importante depois do Mundial. Haverá também provas de stand up e waveski.

SKATE, BMX, FMX
Começou ontem e vai até domingo a terceira edição do Jump Festival, em Jacareí, SP.

matérias relacionadas