por Millos Kaiser
Trip #196

Ela precisou de pouco para fazer um dos ensaios mais quentes dos últimos tempos da Trip

“A fotógrafa me deu uma calcinha, um sutiã, uns patins e disse ‘se vira aí’.” E não é que Annelyse Schoenberger gostou da ideia?

Um patins, uma bicicleta, um maiô transparente. Como você vê, Annelyse Schoenberger não precisou de muito para protagonizar um dos ensaios mais quentes dos últimos tempos da Trip. Bastaram as três coisas, seu rosto aristocrático e seu know-how de modelo, que faz com que ela saiba exatamente o que fazer diante de uma câmera, e... voilá. Bem verdade que Autumm Sonnichsen, uma das fotógrafas prediletas da casa, ajudou. Com sua voz doce e sotaque de gringa pedia para a moça abaixar o maiô (Ah, esse maiô...) como quem pede para alguém passar o açúcar na mesa.

Anne, como é chamada no circuito da moda, chegou tímida à Granja Viana, na região metropolitana de São Paulo. “Passavam uns carros buzinando, gente gritando coisas indecentes, umas criancinhas de 12 anos pedindo foto e eu de peito de fora. Ai que vergonha que me deu.” Nem parece.

Ela faz de tudo para me convencer de que é uma moça correta. Diz que bebe no máximo um vinho, que nunca sentiu a garganta arder com um shot de tequila (meninas adoram tequila) e que drogas experimentou uma vez para nunca mais. “Ir para a casa de um cara na primeira noite nem pensar”, sentencia.

Sua biografia tem os capítulos clássicos de quase toda top brasileira: é do Sul do país, foi descoberta por um olheiro em um shopping, achava-se magrela na infância, nunca pensou em desfilar e hoje provoca catarses passarelas afora. Do alto de seus 23 anos e 1,76 m, reflete sobre si própria: “Me sinto uma menina se tornando mulher. Sou moleca ainda. Quero muito deixar de ter dúvidas, falar diferente, ser madura de verdade”.

Seu coração pertence a Flávio e a Nicolas. O primeiro é o maridão, gêmeo do Gustavo e ex-participante da Casa dos artistas 3. Os dois conheceram-se pelo Orkut. Flávio foi se aproximando aos poucos, do jeito que a moça gosta. Um scrap, um telefonema, um jantar... E os dois seguem felizes para sempre. O outro é a adorável cria do casal, hoje com quase 2 anos de idade.

Annelyse veio até a Redação aprovar as fotos. Frente a frente, tento enxergar algum defeito em seu design made in Blumenau. Não foi dessa vez. Ela manda de seu BlackBerry algumas fotos para Flávio, que responde: “Está linda”. Você, aposto, assina embaixo.

matérias relacionadas