por Marco P Grilo
Trip #180

Conheça Ricardo Nunes, odontologista que criou o primeiro site de cultura sneaker no País

 

 

Enquanto os colegas de faculdade revezavam seus pisantes entre os tradicionais preto e branco, o pernambucano Ricardo Nunes, 31 anos, desfilava com um tênis azul, decorava os nomes dos modelos e se preocupava com datas de lançamentos e materiais. “Em 99 descobri que outras pessoas eram tão aficionadas quanto eu e em 2001 montei um blog para trocar figurinhas com essa gente.” O vício cresceu, e o blog também. Hoje Nunes comanda o Sneakers Br., primeiro e principal site especializado no país. A página bombou tanto que ele até foi convidado pela Nike para desenhar um modelo comemorativo pelos dois anos do endereço virtual. E foi assim que nasceu o Air Max 1 Lanceiro, aliando a modernidade dos modelos atuais com uma homenagem aos lanceiros, personagens típicos do maracatu, ícone do movimento Manguebeat.

Quando começou a cultura sneaker no Brasil?
De 2004 pra 2005 aconteceu a explosão dos sites gringos especializados no assunto. Ao mesmo tempo, o Orkut virou praga no Brasil e ajudou a reunir as pessoas que gostavam da mesma coisa. Foi então que percebi que seria interessante montar o blog e mostrar para aquela turma o que acontecia no exterior. Eu traduzia e republicava as notas internacionais.

Você acha que no Brasil a cultura sneaker vai chegar a proporções tão grandes quanto no exterior?
Nos Estados Unidos ela é ligada ao basquete e ao hip hop. Na Europa são mais fortes os modelos que têm uma memória afetiva, o modelo que o cara usou pra ir pra escola, por exemplo. Acho que essa associação emocional foi o primeiro caminho que as empresas começaram a usar aqui no Brasil, mas não é o único. Aqui é um pouco de tudo, e tem ainda uma ligação muito forte com o skate.

Vai lá: www.sneakersbr.com.br

matérias relacionadas