por Redação

O sábado é o dia para quem estiver na fissura de surfar, mas é melhor não se animar muito

Cadastre-se e receba os boletins sempre quentinhos no seu email: www.ldsurf.com.br

O ano começou bem animado de surf para os padrões do verão, com três swells em duas semanas, rendendo inclusive boas ondas no último fds e também neste meio de semana. Mas, a exemplo do que já temos hoje, esse ritmo intenso vai desacelerar e a coisa vai ficar bem complicada.

O verão volta a apresenta seu lado mais cruel, com o mar fraquíssimo e sem perspectiva de melhora – o temível flat spell. Nem mesmo a lua cheia que chega neste meio de semana parece capaz de nos salvar, e pior que não ter ondas pintando nem no longo prazo (uma semana), é não termos nem ao menos a sinalização de alguma tempestade que possa mudar este quadro. Ou seja, o período de vacas magras pode se estender – e até passar – do outro FDS!

Dentro desse cenário, esse FDS já vai ser bem meio boca, com pouquíssimas opções. Até o domingo a anemia vai ser geral e o surf vai passar por dias difíceis. Pra quem estiver muito na fissura, o melhor é apostar no sábado, já ciente que deveremos ter, no máximo, uma mini brincadeira de sudeste. Depois disso, até mesmo alguns super preferenciais – os mais difíceis de zerar total - de cada região podem sucumbir e virar uma piscina, ou quase isso.

Sobre o tempo, apesar de seguirmos com o risco de alguma chuva leve em ambos os dias, também temos possibilidade de aberturas e a tendência é de melhora, se é que isso serve como algum consolo.

Agora se o seu negócio é SÓ o surf, sinceramente, pelo trânsito, pela muvuca e principalmente pela falta de ondas mais consistentes, nem vale se estressar muito pra chegar até a areia. Vamos aos detalhes!

 

 

LIQUID DREAMS

Condições predominantes para o litoral de São Paulo

Dia

Tempo

Ventos     

Ondas

Direção e Período

Tendência

 

 

 

 

 

 

SAB

Parcialmente encoberto, com risco de chuva leve a qualquer momento (só garoa). Ainda assim, poderemos ter boas aberturas

Sem vento pela manhã. Ao longo do dia entra um brisa de sul que tende a girar para sudeste, possivelmente rolando até um lestinho no finalzinho de tarde

Meio Metrinho de sudeste

Sul/ sudeste

Começa fraco e fica ainda mais fraco até o fim do dia

15

7s

jan

Fraco

 

 

 

Leste

 

8s

 

Fraco

Destaques

De todo o FDS, a primeira metade do sábado (mais especificamente a enchida de maré da manhã) é a que concentra a maior chance de algum surf. Mas vale destacar que é só uma brincadeira bem suave, e a maioria dos picos já poderá estar impraticável. 

 

 

 

 

 

 

DOM

Parcialmente encoberto, mais uma vez apenas com risco de chuva leve. PS: Em diversas leituras, havia risco de chuva intensa para este dia, mas as mais recentes afastaram esse risco

Brisa leste bem fraca pela manhã, podendo virar um pouco mais, para leste/sudeste fraco a moderado durante o dia. O leste puro é quase certo no fim da tarde.

Flat a força-barra

Sul

Considere-se sortudo se encontrar algum balanço

16

6s

jan

Fraco

 

 

Leste

 

5 a 7s

 

Fraco

Destaques

Surf que é bom, nada ou quase nada. O que já estava fraco fica ainda mais mirrado, com no máximo uma marolagem sem vergonha na troca de marés, que começa a ficar mais ampla, e nada mais. Continuamos com uma combinação de micro balanços de diferentes direções, mas nenhum deles é significativo. Ventos tendendo a virar para leste.

 

 

 

 

 

 

SEQUÊNCIA:

Situação crítica pelo resto da semana

Sem nenhuma sinalização interessante no Atlântico Sul, a semana deverá ser muito fraca, oscilando entre o flat e o meio metrinho lestado, sem passar de meio metro nem mesmo nos picos mais expostos. O padrão de ventos para este período tende a ser de manhãs sem vento, com o sudeste entrando ao longo do dia e tendendo a virar para leste no final de tarde. O tempo segue com nebulosidade variável e risco diário de chuva havendo também sinalização de uma leve redução das temperaturas máximas nesta 3ª.  Ficamos na expectativa de que surja alguma formação em nossos radares para quebrar essa rotina.


Estamos atentos a ansiosos por novidades, mas por enquanto devemos mesmo ser realistas, pois a sinalização é bem desanimadora e nesta estação às vezes o mar cola mesmo. Acorda, Netuno!

Enquanto isso, parte da equipe LD continua a saga pelo litoral sul do país, desvendando e aprendendo alguns de seus segredos. A expedição agora deixa os incríveis mares catarinenses para seguir direto para o Uruguai, terra dos ventos mutantes e de ondas inconstantes e quase imprevisíveis. Pelo relevo do país, sua posição e muito pela Foz do Rio Prata, (que tem aprox. 200 km de largura) é por lá que nasce boa parte das tempestades que produz os “nossos” swells. A previsão para lá também está bem xoxa, mas sempre vale o aprendizado e um banho diferente. Ao menos a carne e o vinho estão garantidos! 

Força e luz a todos os atingidos na tragédia fluminense e em todos os demais estados castigados pela chuva. Infelizmente os mapas ainda apontam risco de volumes elevados (em especial para o RJ) nos próximos dias.               
 
Por enquanto é isso. Abraço e boa sorte na busca da valinha!

Abraço e bom fim de semana a todos!

Liquid Dreams
www.ldsurf.com.br
Twitter: @liquidsurf

fechar

Entre em contato
com a trip


fale conosco

PABX +55 (11) 2244-8747
Caixa Postal: 11485-5
CEP: 05414-012
São Paulo - SP

atendimento ao assinante

SP (11) 3512-9465
BH (31) 4063-8433
RJ (21) 4063-8482
das 09h às 18h
assinaturas@trip.com.br
 CENTRAL DO ASSINANTE 

ou se você preferir:

e-mail inválido!
mensagem enviada!
fechar

Assine


E leve ousadia, moda, irreverência,
comportamento, inspiração.
Tudo isso com coerência, profundidade
e um olhar que só a Trip tem.

trip

Desconto de 25%

1 ANO
11 edições
R$ 98,18
6 x R$ 16,36

Capa Conceito

assinar

1 ANO
11 edições
R$ 98,18
6 x R$ 16,36

Capa Trip Girl

assinar

trip

Grátis um super relógio

2 ANOS
22 edições
R$ 261,80
6 x R$ 43,63

Capa Conceito

assinar

2 ANOS
22 edições
R$ 261,80
6 x R$ 43,63

Capa Trip Girl

assinar
fechar