por Luiz Filipe Tavares

Dez vezes campeão do mundo, Kelly Slater encontra Axel Irons, filho de seu velho rival


Andy Irons e Kelly Slater passaram anos se enfrentando nas águas em final após final e protagonizaram a maior rivalidade da história do surf profissional. Juntos eles somaram treze títulos mundiais da divisão de elite do surf internacional e representavam o que havia de melhor no circuito mundial até então. E ambos ainda estariam disputando cabeça a cabeça se não fosse o trágico episódio que tirou a vida de Irons em novembro de 2010. Evento que permaneceu um mistério até este ano, quando finalmente a causa da morte de Irons foi revelada.

Quase um ano depois da morte do grande rival, Kelly Slater novamente sagrou-se campeão. Desta vez foi no US Open, um dos campeonatos mais importantes de todo o circuito mundial. Mas dessa vez, ao invés de tristeza com a perda do rival, Slater voltou a se conectar com a família de Irons e tirou uma foto dando um beijo no jovem Axel, filho rescém-nascido do surfista, que ainda estava na barriga de sua mãe quando o pai faleceu vítima de um ataque cardíaco relacionado a um problema arterial e à mistura de drogas ingeridas naquela noite.

O momento foi registrado por um fotógrafo da revista Transworld Surf. Seis meses depois do nascimento do filho de Irons, enfim Slater teve a chance de conhecer o filho de Andy e Lyndie e mostrar mais uma vez a conexão quase fraternal que tinha com Irons. Os dois eram os maiores rivais que o surf poderia ter, mas respeitavam-se mutuamente. Mais do que isso: nutriam uma admiração que vai além da compreensão de que não viveu próximo dessa relação de amor e ódio.

No início do mês, o nome de Irons voltou a circular principalmente por conta de seu irmão mais novo, Bruce. Em entrevista à revista Stab, Bruce Irons falou pela primeira vez sobre o dia da morte do irmão, comentando detalhes sobre o recebimento da notícia da morte de Andy por sua família em sua casa no Havaí. Além disso, gravou um vídeo para revista onde encara as ondas da Indonésia com séries de sinalizadores amarrados à sua prancha.

Na galeria de fotos abaixo você pode ver imagens do dia em que Slater tornou-se campeão mundial pela décima vez, clicadas pelo fotógrafo Vavá Ribeiro para a Trip 195.

(via GloboEsporte.com)

matérias relacionadas