por Camila Eiroa

O trompetista é responsável pelo time de músicos que vão subir ao palco no Pause Festival para cantar Bob Marley

No dia 28 de outubro vai acontecer o Pause Festival, um dos eventos do Trip Transformadores deste ano. O evento, gratuito e aberto ao público, será no parque Villa-Lobos, em São Paulo, e promete uma tarde repleta de uma programação que tem como objetivo fazer você desacelerar. Além de aula de ioga com a instrutora Aline Fernandes, cinema ao ar livre e uma conversa inspiradora com Lama Michel, o dia vai terminar cheio de good vibes com um show em tributo ao lendário Bob Marley. O time que sobe ao palco foi organizado pelo trompetista Guizado e é composto de PittyRico DalasamTulipa RuizDada YuteJorge Du Peixe e Tássia Reis.

“O Bob Marley tem isso, você não precisa ser do reggae pra gostar. O cara é totalmente universal”

“Foi a oportunidade de chamar muita gente que eu já vinha trabalhando e admirava. Mas também teve o outro lado, de conhecer gente nova, como o Dada Yute. Ele é um cara que eu já vinha acompanhando através de amigos e tem uma relação verdadeira com o reggae”, conta Guizado. Mesmo tendo no time músicos com maior identificação ao estilo musical de Bob, o diretor musical do show promete surpreender o público com Pitty, por exemplo, cantando um dos sucessos da carreira do jamaicano. “O Bob Marley tem isso, você não precisa ser do reggae pra gostar. O cara é totalmente universal”, acredita Guizado.

É importante saber que não será um show cover, mas sim um híbrido entre as influências dos cantores que subirão ao palco. Embora a setlist tenha as melodias originais, cada artista poderá explorar a sua identidade quando for cantar. “A ideia é tirar o melhor de cada um, sem forçar a barra. Por exemplo o Rico Dalasam, que é mais do hip-hop, vai fazer intervenções durante as músicas”, explica Guizado. O repertório será repleto de sucessos para todo mundo cantar junto. “São músicas simples e cheias de amor, exatamente o que estamos precisando”, diz.

“Quando começamos a ensaiar ficou mais nítido ainda que o Bob tem esse slow rider”

Durante o dia, a fanfarra chamada Caravana dos Sonhos – mesma banda base do show – vai embalar quem estiver pelo parque e chamar para esse desacelerar, para um respirar mais espaçado e conectado. “Quando começamos a ensaiar ficou mais nítido ainda que o Bob tem esse slow rider, esse desacelerar. Isso tem me ensinado muito como diretor. Ele é atemporal, todos conhecem o cara e assimilam a música dele ao sentimento de simplicidade e ao mesmo tempo de força e luta por uma sociedade melhor”, reflete Guizado. E conclui: “Justamente por ser no parque, com o sol se pondo, com tudo conspirando para ser um momento de desacelerar e respirar, o show vai ser demais!”.

Vai lá: Pause Festival
Onde: Anfiteatro do parque Villa-Lobos
Quando: 28 de outubro, a partir das 14h
Quanto: Gratuito 

Créditos

Imagem principal: José de Holanda

matérias relacionadas