A literatura já registrou cerca de três mil utopias, diz especialista da Unicamp

Complete a frase: utopia é... Qualquer coisa que você tenha pensado tem grandes chances de estar certa. Três mil chances, na verdade. Isso porque, de acordo com o Centro de Pesquisa sobre Utopia da Unicamp, o U-Topos, há cerca de 3 mil utopias registradas na história da literatura. “Utopias são lugares imaginários criados a partir de um texto literário, que satiriza a vida política da época do seu autor. É preciso que seja bem completa, com toda uma vida social inventada, sendo plausível a vida nela”, diz Carlos Eduardo Berriel, coordenador do centro. Alguns exemplos são Utopia (1516), de Thomas Morus; Cidade do Sol, de Campanella (1602); e 1984, de George Orwell. Quem está em busca de uma nova utopia – seja ela literária ou não – para viver, no entanto, pode desistir. Pelo menos, é o que pensa Berriel: “O mundo hoje é dominado por poderes econômicos, políticos e técnicos, que só obedecem à lógica da ampliação desses mesmos poderes. Acabou a utopia otimista”.

matérias relacionadas