Descobrimos quem é um dos homens por trás dos cartazes que você vê por aí

Ele usa corrente de ouro com pedra “energética”, túnica e xale brancos com os dizeres “Deus é o senhor de tudo” em hebraico. Atende os clientes na bela casa onde mora, no bairro da City Lapa, em São Paulo. Gabriel Brunello, 54 anos, é o homem por trás de cartazes colados em postes da cidade que prometem “amarrações”, como trazer o amor perdido em três dias. O sacerdote judeu com diploma de direito pela PUC-SP, como se apresenta, garante “100% de êxito”. Ex-pastor evangélico da Assembleia de Deus, pai de três filhos e casado duas vezes, ele explica que gosta de usar “mídia direta” para divulgar seu serviço. Em uma semana diz receber até 50 clientes, que pagam R$ 100 por consulta.

Na casa, há de tudo um pouco: cristais, estátuas de santas católicas, um quadro da Santa Ceia, quipá judaico, imagens do yin-yang, tarô com imagens de um Cristo folheado a ouro e um prato de gongo que faz “a aura vibrar”. E como funciona o atendimento? “Recebo o Espírito Santo, que são energias angelicais. Perco a razão, como uma luz que acende e apaga. Minha voz muda e falo na língua dos anjos. Atuo na aura da pessoa, que é um anel translúcido que pode ser energizado com positividade ou negatividade”, explica. O “judeu cristão”, naquele dia, se despediu me dizendo: “Fica com Deus” (só não disse qual deles). Na semana seguinte, o senhor dos anéis translúcidos estava com uma virose e não sairia da cama para tirar uma foto para esta reportagem, avisou a mulher. E não houve santo de casa que fizesse milagre.

matérias relacionadas