por Rita Lobo

Rita Lobo ensina você a fazer um rango com as sobras da semana

Fim de mês é sempre a mesma coisa: você abre a geladeira e dá de cara com metade da lata de atum, um pouquinho de cebola, algumas azeitonas no fim do vidro - e nunca sabe o que fazer com aqueles restos. Se você não tem os dons para transformar sobras em guloseimas, veja a receita dada pela chef Rita Lobo e aproveite seus ingredientes periféricos antes que eles mofem.
Você sabia que vários pratos, hoje clássicos da gastronomia, surgiram da necessidade de juntar um restinho daqui e um destroço dali? A própria feijoada, hoje uma tradição brasileira, nasceu como comida dos escravos que aproveitavam os restos e cozinhavam com feijão. Na Itália, especificamente na Toscana, a ribolita, clássica sopa da região, nada mais é que o minestrone (sopa de legumes) de ontem, requentado com pedaços de pão. O bouillabaisse, celebrado prato da Provença, surgiu das sobras de peixes que os pescadores transformavam em cozido. Confira ao lado uma receita que finalmente vai esvaziar sua geladeira.

Salada Toscana (para 2 pessoas)
Ingredientes
> 1 fatia de pão italiano, em pedaços > 1 tomate, em pedaços > Pepino médio > Cebola pequena, em fatias > 5 azeitonas pretas > 1 colher (sopa) de alcaparras > Lata de atum em conserva > 1 colher (sopa) de vinagre de vinho tinto > 2 colheres (sopa) de azeite de oliva > Sal e pimenta-do-reino a gosto

Modo de preparo
1. Comece pelo molho: misture muito bem o azeite, o vinagre, o sal e a pimenta. Se quiser, acrescente uma colher de água.
2. Corte os tomates em pedaços, lave os pepinos, retire a casca e corte em rodelas.
3. Descasque a cebola e corte em fatias finas.
4. Distribua os ingredientes numa tigela, regue com o molho e misture bem. Está pronto.
(Rita Lobo)

matérias relacionadas