por Vinicius Felix

A faixa “Crisântemo” fala sobre a morte do pai do rapper e tem participação especial de sua mãe, Dona Jacira

Depois de quatro mixtapes e alguns singles, este ano o rapper Emicida vai lançar seu primeiro disco. O álbum deve chegar no segundo semestre. O clipe, no entanto, já estreou.

O vídeo é para a faixa “Crisântemo”, música que Emicida escreveu em referência ao pai, morto após uma discussão de bar. “Essa múscia saiu tipo um descarrego. Um negocio até meio de mediunidade assim, porque o assunto tava ali há muito tempo”, explica Emicida.

Dona de um tom grave e rimas lentas, a faixa tem uma participação muito especial. Dona Jacira, mãe de Emicida, preparou um texto sobre a morte do marido que é lido por ela mesma no final da música. “Minha mãe foi foda. A gente nunca tinha conversado sobre esse assunto. A primeira vez que a gente fez isso foi dentro do estúdio. Ela é uma inspiração muito grande na minha poesia e depois desse texto muitos vão entender porque”.

O clipe da música foi gravado basicamente na ocupação Mauá, localizada em um antigo hotel no centro de São Paulo. Moradores da ocupação, que hoje conta com cerca de mil pessoas, participaram dá gravação e tiveram na terça-feira o privilégio de conferir o clipe e a música antes de todo mundo em um lançamento especial feito no pátio central do prédio.

“A história da ocupação é uma história muito da gente. A gente foi lutando e acabou saindo dessa situação triste, mas aqui tem muita gente vivendo isso ainda e é preciso de justiça. Justiça social”, conta dona Jacira.

matérias relacionadas