por Thiago Ney

Grupo de irmãos sul-africanos estourou a partir do hit na trilha-sonora de Mercenários 3

Eles nasceram em Johannesburgo, foram criados em Londres e vivem em Phoenix. África do Sul, Inglaterra, Estados Unidos. Essa mistura de ambientes e culturas é o que torna a música da banda Kongos algo à parte dentro do mundo padronizado da música pop.

Outra característica: o grupo é formado por quatro irmãos: Daniel, Dylan, Jesse e Johnny, todos com o sobrenome Kongos, herdado do pai, John Kongos, cantor sul-africano que nos anos 1970 emplacou algumas canções relativamente conhecidas, como "He's Gonna Step On You Again" (1971), que os ingleses Happy Mondays sampleariam para criar a faixa "Step On" no início dos anos 1990.

O Kongos tem a favor, então, a diversidade cultural e os genes musicais. Mas não apenas: a banda ganhou um empurrãozinho de Sylvester Stallone. Porque o primeiro disco do grupo, "Lunatic", saiu em 2012 e fez sucesso na África do Sul, mas não causou barulho no resto do mundo. Em 2014, uma das músicas do álbum, "Come With Me Now", foi escolhida para estar na trilha de "Os Mercenários 3", o blockbuster comandado por Stallone que reúne Mel Gibson, Harrison Ford, Jason Statham e outros fortões do cinema. Resultado, "Come With Me Now" estourou nas rádios norte-americanas (o vídeo já tem mais de 13 milhões de visualizações no YouTube) e a gravadora Sony relançou "Lunatic" nos EUA. 

"'Come With Me Now' abriu várias portas para a gente nos EUA", conta à Trip o vocalista e guitarrista Daniel Kongos. "Estamos sendo bastante tocados por lá. Acho que ajuda também o fato de nossa música ser semelhante a coisas do sul dos EUA, ao blues."

Não é só blues que está no DNA do Kongos. Pop, rock e kwaito, ritmo percussivo sul-africano também podem ser encontrados nas 12 faixas de "Lunatic". "Nós nascemos na África do Sul e temos uma grande coleção de discos sul-africanos. Nosso baterista especialmente sofre grande influência da música de nosso país. Então a África do Sul ainda está muito conosco", conta Daniel.

Temos uma grande coleção de discos sul-africanos. A África do Sul ainda está muito conosco", conta Daniel.

O fato de quatro irmãos formarem a banda causa alguns atritos entre os músicos, mas Daniel relativiza: "Nós brigamos muito, mas comparado com outras bandas de irmão, nos damos muito bem, hahaha. Temos sorte de nos darmos bem, isso faz tudo ficar melhor, desde os ensaios até as sessões de fotos, por exemplo".

Desde o relançamento do álbum, o Kongos não sai da estrada. Já passaram por Europa e EUA - e continuam. Têm uma série de shows com o Kings of Leon por cidades norte-americanas e, depois, seguem novamente para a Europa.

"Adoramos tocar, então esse ritmo de shows ainda não nos desgastou." Daniel revela que o Brasil está na rota: "Estamos planejando uma turnê pela América do Sul para o início de 2015. E o Brasil estará incluído".

matérias relacionadas