por Fabiano Camargo

Acompanhe um dia no salão do Novo Madalosso, o maior restaurante das Américas

 

Uma centena de garçons vestidos com os indefectíveis coletes vermelhos singram pelos salões lotados. Os mais habilidosos carregam de uma só vez mais de dez travessas de frango frito, massas, polenta e salada, entre outros pratos. Pelas mesas, acomodam-se gerações inteiras de famílias, grupos de turistas, amigos e colegas de trabalho. Enquanto crianças correm para o parquinho logo ao lado, em um dos salões o casal de noivos troca alianças e juras de amor eterno. Num ambiente vizinho, formandos podem estar comemorando a conquista do canudo ao som de violinos ou turistas da terceira idade dançando ao som de canções italianas.

Essa é a rotina dos fins de semana no restaurante Novo Madalosso, em Curitiba. Apontado pelo Guinness como o maior da América e segundo maior do mundo, tem capacidade para 4600 pessoas. É um templo do exagero. São nove salões, que reúnem uma média de 40 mil pessoas por mês e abrigam de casamentos a jantares políticos. Mais do que acumular recordes, o restaurante faz parte da tradição gastronômica local e virou atração turística no bairro de Santa Felicidade, marco da imigração italiana em Curitiba.

A casa foi fundada em 1970 por três irmãos da família Madalosso: Carlos, Flora e Severino. Surgiu como desdobramento do Velho Madalosso, aberto seis anos antes na mesma vizinhança. Se o primeiro tinha apenas seis mesas, o segundo já surgiu grande, com capacidade para 400 pessoas. Não parou mais de crescer até 1995, quando entrou para o Livro dos Recordes. O cardápio mudou pouco desde a fundação. É composto por 16 pratos, em sistema de rodízio, com massas, frango frito, saladas e a polenta frita – sua marca registrada. A razão desse sucesso tamanho-família?  “Mantemos o mesmo princípio desde quando tínhamos apenas seis mesas”, garante Carlos Roberto Madalosso Filho, 27 anos, um dos atuais administradores do negócio. “Atendimento carinhoso como se o cliente estivesse na casa de uma família italiana.”

Números apropriados
Inauguração:
1970    Área: 7000 m2    Mesas: 1400
Capacidade: 9 salões que comportam 4600 pessoas
Pratos: 16, em sistema de rodízio    
Tempo máximo para que uma mesa receba os 16 pratos: 5 minutos   
Garçons: 120
Cozinheiros e auxiliares: 60   
Frango servido por mês: 40 toneladas   
Talheres: 40 mil    Copos: 12 mil    Louças: 8000
Número de casamentos já realizados ao mesmo tempo: 8
Média de clientes por mês: 40 mil   
Preço por pessoa: R$ 17
Estacionamento: mais de 1000 vagas

matérias relacionadas