por Redação

Ainda dá tempo de se preparar para a festa em São Paulo, Rio de Janeiro e Recife

Muita gente está contando os minutos para o maior feriado do calendário brasileiro, a festa do Carnaval, que além de ser o mais esperado evento do calendário nacional, também é a oportunidade perfeita para quem quer esquecer da vida pulando atrás de um carro de som, trio elétrico, escola de samba ou coisa que o valha.

Se você vai estar no Rio de Janeiro (a capital nacional dos blocos), em Recife (um dos maiores Carnavais do Brasil) ou em São Paulo (que fica vazia anualmente nessa época do ano), você pode anotar as dicas abaixo dos mais divertidos e diferentes blocos dessas três capitais, cada um com um tema e uma programação musical bem característica.

Veja a lista abaixo e aproveite a festa do Rei Momo.

Rio de Janeiro

Vai lá: Toca Rauuulll! - O bloco faz releituras das músicas de Raul Seixas em diversos ritmos carnavalescos, tais como frevo, samba, marchinha e maracatu. O repertório atravessa todas as fases da carreira de Raul e a apresentação conta com figurino, cenografia, adereços, bonecos e efeitos visuais.
Horário: 19 de fevereiro às 16h00
Concentração/Trajeto: Praça dos Tiradentes, Centro   

Vai lá: Mulheres de Chico - É um grupo inteiramente feminino formado por meninas que já tocam em outros blocos. No repertório somente músicas de Chico Buarque.
Quando: 25 de fevereiro, às 17h00
Concentração: Praça Antero de Quental. Leblon 

Vai lá: Bloco do Sargento Pimenta - Pra quem é fissurado por Beatles, as marchinhas que rolam no bloco são todas versões de músicas do quarteto inglês.
Quando:  20 de fevereiro às 11h
Concentração: Av. Infante Dom Henrique, da Marina da Glória ao MAM. Flamengo

São Paulo

Vai lá: Banda dos esfarrapados - Só os piores e mais sumários trajes de carnaval entram no bloco do mais italiano entre os bairros da capital paulista. O cordão já tradicional da Bela Vista explora o Bixiga na segunda em uma festa que vara a tarde em São Paulo
Quando: 20 de fevereiro, às 14h
Concentração: Rua Conselheiro Carrão, 466 - Bela Vista

Olinda/Recife

Vai lá: Eu Acho é Pouco - Neste bloco, além da camiseta oficial, os foliões podem comprar o tecido com a estampa do Eu acho e pouco e confeccionarem suas próprias fantasias. A ideia foi feita no carnaval de 1985, então o gostinho esse ano será um pouco mais nostálgico.
Quando: 18 e 21 de fevereiro às 16h00, dia 19 às 17h00 e versão infantil, as 9h00 no dia 20.
Concentração: 18 e 21 no Mosteiro de São Bento em Olinda, dia 19 na Praça do Arsenal, no Recife Antigo e segunda,20, a versão infantil Eu acho é poquinho na sede do bloco no bairro da Ribeira.

Vai lá: Quanta Ladeira - Versos são criados em cima melodias que estão em evidência no momento. Além das versões com letras polêmicas, o Quanta Ladeira também mistura The Clash, Bee Gees, Queen, Genival Lacerda, Alceu Valença, Jackson do Pandeiro, axé, reggae, forró, Nação Zumbi, Fagner, entre outros.
Quando: 19 de fevereiro às 16h00
Concentração: Palco do Recbeat - Cais da Alfândega,  Recife antigo 

Vai lá: Bloco do Case - Criado em 2005 por técnicos de som, roadies, músicos e produtores, este bloco sai na quarta feira de cinzas. A ideia surgiu como uma folga para os profissionais que sempre trabalham no período do carnaval. Super prática, a fantasia dos foliões do Bloco do Case consiste em qualquer camiseta da técnica e todos os crachás disponíveis no pescoço.
Quando: 22 de fevereiro às 16h00
Concentração: Atrás da Matriz de São Pedro, ao lado da Pitombeira, em frente ao quintal do Rossi

matérias relacionadas