por Redação

Muito bem observado pelos nossos parceiros do Gafieiras.com.br, os músicos paulistas estão prestes a se livrarem da necessidade da carteirinha da OMB

Há menos de quinze dias os músicos brasileiros conseguiram uma grande vitória contra a Ordem dos Músicos do Brasil. O governador José Serra promulgou no dia 31 de janeiro a lei 12.547, originada do Projeto de Lei 1.302/03, do deputado Alberto Turco Loco, que “dispensa de apresentação de Carteira da Ordem dos Músicos do Brasil na participação de músicos em shows e espetáculos afins que se realizem no Estado de São Paulo”.

Criada em 1960, a OMB vem sendo alvo de muitas críticas por sua total falta de transparência nas eleições (o ex-presidente, Wilson Sândoli, precisou ser deposto por ordem judicial em 2006, após 42 anos no cargo, pois acumulava presidências também no Sindicato Paulista e no Conselho Regional), nos balanços e na relação com os próprios músicos que a sustentam. Até o Ministro da Cultura Gilberto Gil já afirmou que “não há mais lugar para ela [a OMB] nos dias de hoje”.

Para saber mais notícias sobre as ações relacionadas à Ordem vale um pulo no site da ONG Associação dos Artistas da Música e para ler a lei na sua íntegra basta clicar aqui aqui. Mas antes de comemorar, um problema: a lei estadual pode ser considerada inconstitucional, pois a União é que tem a competência para legislar sobre as condições para o exercício das profissões.

Vale lembrar que na Trip #130, nosso repórter e músico Bruno Torturra levou seu camarada Tatá Aeroplano [na foto acima], da banda Jumbo Electro, para viver as agruras de um fim de semana no melhor "benefício" oferecido pela OMB: uma encantadora colônia de férias na Praia Grande, litoral de SP. Clique aqui para reviver esta emoção.

matérias relacionadas