por Mariana Caldas
Tpm #165

Conheça quatro mulheres que estão mudando a forma de produzir pornografia

Fantasia feminina 
Foi numa noite de verão, depois de um jantar, que as amigas suecas Zara Kjellner, 23 anos, e Alicia Hansen, 24, criaram o coletivo New Level of Pornography. Conversavam sobre como a pornografia mainstream não representa a sexualidade da mulher - e como isso é frustrante. Decidiram produzir um curta que retratasse o prazer feminino: Female Fantasy foi lançado em 2015. Uma das preocupações das diretoras era criar uma atmosfera segura na equipe para que o resultado fosse o mais natural possível.
Vai lá: newlevelofpornography.com

Sexo, arte e cinema
A diretora, performer e cam-girl, Vex Ashley, inglesa de 26 anos, é uma das mentes por trás do projeto A four chambered heart que, desde 2013, faz arte com o sexo no cinema em pequenos curtas eróticos financiados por crowdfunding. Sem diálogos, os filmes são uma experiência de prazer sinestésica, com diferentes tipos de corpos, respiração, suor e uma estética de dar água na boca.
Vai lá: amafourchamberedheart.com 

Entreatos
Para Ninja Thyberg, 31 anos, o fato de o pornô mainstream monopolizar as narrativas sexuais é muito problemático. Afinal, esses retratos estão muito longe da realidade. Em 2013, ela estreou com o curta Pleasure, uma história de bastidores, que nasceu da vontade de humanizar as estrelas do pornô e mostrar o que acontece entre os takes. Tudo isso com uma fotografia belíssima em tons pastéis e luz suave.
Vai lá: ninjathyberg.se

Art-core
A alemã Petra Joy é uma das pioneiras na pornografia feita para mulheres. Ela começou a produzir e dirigir filmes eróticos em 2004, quando lançou Sexual sushi. Hoje, aos 52 anos e com sete prêmios no currículo, é uma das principais referências do pornô art-core que, diferente do hard-core feito por homens, é totalmente voltado para o prazer feminino, e filmado do ponto de vista da mulher. Sem orgasmos falsos e peitos de silicone, Petra preza pelo prazer sem culpa, ama todos os tipos de corpos e muitas vezes trabalha com casais reais.
Vai lá: petrajoy.com. O serviço de assinatura para ver os vídeos vai de US$ 9,95 a US$ 49,95

matérias relacionadas