por Gabriela Borges
Tpm #156

Premiada HQ autobiográfica do suíço Frederik Peeters fala sobre amor, respeito e convivência com o HIV

 

Pílulas azuis é uma história de amor daquelas de sinceridade extrema e coração rasgado. A graphic novel autobiográfica do quadrinista suíço Frederik Peeters fala sobre os primeiros anos de seu relacionamento com a mulher, Cati, e o filho dela de 3 anos, ambos portadores do vírus HIV.

Assim como Fred se abre em pura franqueza na hora de responder às perguntas elementares do pequeno enteado, ele é detalhista em seu relato sobre a convivência com o HIV. Um relato sem autopiedade que faz rir sem apelar ao humor negro. Vencedor do Polish Jury Prize no festival de Angoulême, na França, o livro ganha nova edição no Brasil pela editora Nemo com um epílogo sobre a vida da família desde a primeira publicação, em 2001. O traço rabiscado de Peeters e o enquadramento das cenas fazem o leitor viajar, como uma pausa para pensar a respeito da vulnerabilidade e do sentido da vida.

*Gabriela Borges é jornalista e mestre em antropologia, especializada em quadrinhos. Escreve no site da Tpm  

matérias relacionadas