por Luiz Filipe Tavares

Cinco golpes ousados do cinema que gostaríamos de ver em lutas de verdade do UFC

Depois do já famoso pé-do-ouvido desferido por Anderson Silva contra Vitor Belfort e do chute certeiro que Lyoto Machida aterrisou no queixo do veterando Randy Couture no fim de semana do dia 1 de maio, já dá pra ver que o treinamento dos brasileiros com um astro das artes marciais no cinema está dando resultados. Sob a tutela do professor Steven Seagal, os dois lutadores aprenderam muito bem a manusear os chutes altos tão repetidos à exaustão em milhares filmes de ação ao redor do mundo.

Aqui na Trip não pudemos deixar de imaginar quais seriam os próximos passos desse encontro do cinema com as lutas homem-a-homem do UFC e de outros torneios de MMA. A julgar pelos diretos de Silva e Machida, e pelo passo na grade com chute giratório de Anthony Pettis no Ben Henders (que você vê no vídeo abaixo), o céu é o limite para essa nova geração de lutadores.

"Estou treinando com eles outros tipos de chutes, joelhadas, cotoveladas e socos. Também estou treinando o trabalho dos pés com eles. Podem esperar coisas novas que estamos trabalhando", contou Seagal em entrevista concedida ao UOL no fim de semana.

TOP 5: Golpes que gostaríamos de ver

Logo abaixo você vê cinco golpes que gostaríamos de ver finalizando uma luta de MMA, todos eles acrobáticos e inspirados por momentos clássicos de filmes de ação. Se esses caras já estão fazendo miséria só com a ajuda de Seagal, imagina só o que eles não poderiam aprontar com a ajuda de Bruce Lee, por exemplo.

 

Jean Claude Van Damme - O Grande Dragão Branco (Bloodsport, 1988)

O momento é épico. Depois de chutar traseiros de uma dezena de lutadores em O Grande Dragão Branco, o personagem de Van Damme encerra a luta final em um momento catártico do cinema mundial. Cego pelo jogo sujo de seu adversário e depois de apanhar muito, Frank Dux vira o jogo pra cima de seu adversário com uma voadora giratória que virou sinônimo de golpe mortal por aqui depois de centenas de exibições nas sessões vespertinas de filmes na programação nacional. Depois dessa cena, o baixinho Van Damme passou toda sua carreira repetindo esse golpe em vários outros filmes.

Bruce Lee - O Vôo do Dragão (The Way of The Dragon, 1972)

O chinês Bruce Lee é um dos grandes responsáveis por popularizar as artes marciais em Hollywood. Neste que é seu terceiro filme, ele tem pela primeira vez o controle de produção, sendo escritor, ator, diretor e coreógrafo das cenas de luta. No papel de Tang Lung, ele defende sua amiga Chen Ching Hua e família da máfia, que contrata diversos assassinos para acabar com sua vida, entre eles o americano Colt, ninguém menos que o mítico lutador de karatê Chuck Norris, no seu segundo papel no cinema. A sequência de golpes que derruba o adversário na dura arena do Coliseu romano é memorável:

 

Chuck Norris - McQuade - O Lobo Solitário (Lone Wolf McQuade, 1983)

Em McQuade, O Lobo Solitário, os cinemas tremeram com o encontro histórico Chuck Norris contra David Carradine. Na trama, depois de uma hora e meia de muito tiroteio, enfim os inimigos mortais se encontram para um duelo mano a mano no clima desértico, em um faroeste marcial que só poderia acabar em um movimento: Roundhouse kick, é óbvio! A luta entre J.J. McQuade e Rawley Wikes é o ápice do filme e o encerramento com o mais tradicional golpe do arsenal de Norris é a cereja deste bolo repleto de tiroteios e pancadaria. Quanto tempo até esse chute giratório chegar aos ringues? 

Jackie Chan - Detonando em Barcelona (Wheels on Meals, 1984) 

Em uma das mais inspiradas lutas de sua carreira de ator, um ainda jovem Jackie Chan enfrenta o durão Benny Urquidez na luta final deste filme chinês de título original Kuai can che. E a luta tem todos os tipos de movimentos acrobáticos possíveis. Cabeçadas estilo bala de canhão, objetos de cena virando pó, saltos até o teto do estúdio, chaves de braço apertadas até que finalmente uma sequência de socos no meio da guarda de Urquidez dão espaço para Chan fechar a luta com uma joelhada no queixo do adversário, não sem antes atravessar a sala voando para acertar o golpe em cheio no vilão. Momento clássico do cinema de ação dos anos 80, que você no player abaixo.

Steven Seagal - Justiça Urbana (Urban Justice, 2007)

Ele, o sensei de Anderson Silva e Lyoto Machida, não podia ficar de fora da lista. Mestre na arte do aikidô, Seagal tem centenas de lutas memoraveis em seu currículo de ator. Mas sem o auxílio de armas de fogo, o ápice veio em 2007 no filme Justiça Urbana. Seguindo seu estilo cara de mau, o ator literalmente toca o terror contra dois gangsters durante o filme, um deles muito confiante por ser maior que o nosso heroi. O direto de mão aberta na boca do rival não leva nem um segundo para aterrisar. Nocaute expresso que você vê logo abaixo.

E aí? Algum favorito seu ficou de fora da nossa lista? Deixe seu comentário e participe da nossa escolha dos golpes que gostaríamos de ver no UFC.

matérias relacionadas