por Redação

Monja Coen mostra a importância de ser grato ao simples fato de estar vivo e explica como isso pode mudar o dia

Cláudia Batista de Souza foi ordenada monja em 1983 depois de iniciar seus estudos budistas no Zen Center of Los Angeles. Chamada de Monja Coen, foi a primeira mulher de origem não japonesa a presidir a Federação das Seitas Budistas do Brasil, em 1997. Três anos depois fundou a Comunidade Zen Budista, em São Paulo.

Monja Coen promove a Caminhada Zen, em parques públicos, para divulgar a criação de culturas de paz, justiça, cura da Terra e dos seres vivos. Espelha-se na frase de Mahatma Gandhi: "Temos que ser a transformação que queremos no mundo".

Para o Trip Transformadores, ela lista 5 pensamentos importantes para ter durante o dia para que ele possa ser mais leve e proveitoso.

1. Como é bom estar viva, respirar e apreciar cada instante, assim como eles são.

Lembrar que cada momento é único, que nada jamais se repete. Apreciar o agora.

2. Vou fazer o meu melhor hoje, procurar a excelência em mim mesma.

Devo ser coerente com meus princípios e valores. Viver a ética que quero ver a faz manifestar em todo o mundo.

3. Trabalhar a paciência e a resiliência.

Preciso falar com assertividade e doçura, sem exigir o que os outros não têm para dar, mas provocá-los a procurar pelo seu melhor.

4. A Terra está girando em torno de si mesma e do Sol. Sou a vida da Terra.

Não posso dar voltas para trás, mas ir adiante, corrigindo minhas próprias falhas ou erros.

5. Hoje é um dia excelente para que eu descubra meu potencial de vida e o use sem desperdício e sem excessos.

Que minhas ações, palavras e pensamentos possam beneficiar o maior número de seres.

Monja Coen foi homenageada do Trip Transformadores de 2007. Leia aqui:  bit.ly/monjacoen-transformadores

matérias relacionadas