por Nathália Roberto

’’As mulheres não quererem mais seguir padrões de beleza, comportamento, estilo ou consumo’’

Minha luta partiu de questões bastante particulares. Primeiro, meu papel como mulher, depois, minha jornada em tentar me tornar uma pessoa melhor, mais leve. É muito dura a forma como nos cobramos e nos colocamos pro mundo. A necessidade de abrir diálogos mais generosos e contemporâneos é urgente.

Hoje, faço isso através da Kind, uma empresa de consultoria e experiências focada no universo feminino. Nosso desejo é ajudar mulheres a serem mais seguras, livres e possíveis. A entenderem que a beleza está em se aceitar e ser exatamente o que faz sentido para ela mesma (seja lá o que isso for). A se olharem com mais gentileza, elas não quererem mais seguir padrões de beleza, comportamento, estilo ou consumo.

*Nathália Roberto, empreendedora e fundadora da Kind

matérias relacionadas