por Redação

A atriz subiu ao palco da Casa Tpm e dividiu com uma platéia lotada os caminhos que a fizeram se descobrir feminista e chamou atenção para a violência contra as mulheres no Brasil

INSCREVA-SE EM NOSSO CANAL: youtube.com/trip

Monica Iozzi subiu ao palco da Casa Tpm e lotou o salão e dividiu com a plateia os caminhos que fizeram ela se descobrir feminista. "A gente está em uma primavera de mulheres. Acho que temos que passar isso para as meninas: o que significa ser mulher." 

ASSISTA AO VÍDEO COMPLETO:

play

A atriz e humorista dividiu com uma platéia lotada os caminhos que a fizeram se descobrir feminista e chamou atenção para a violência contra as mulheres no Brasil. "Somos o quinto país do mundo que mais mata mulheres, morrem mais mulheres aqui do que na guerra da Síria".

LEIA TAMBÉM: Entrevista com Taís Araújo: carreira, casamento, racismo e feminismo

Monica disse também que ser feminista é fazer exatamente o que quiser, mesmo que seja lavar a roupa do marido. "Muita gente confunde feminismo, como se fosse o contrário de machismo. O machismo levado ao extremo mata. O feminismo, quando obtém sucesso, salva vidas", disse.

Veja como foi a Casa Tpm 2017: Sábado e Domingo

Patrocínio Master

Patrocínio

Apoio

Comunicação

matérias relacionadas