Investidor de propósito

Leo Figueiredo, 59, é inabalável ao dizer que propósito não é mera poesia. “É sobretudo um potencializador de resultado.” Depois de anos no mercado financeiro – começou a carreira na Griffo Corretora de Valores, em 1980 –, o administrador e economista cofundou na capital paulista o instituto Quintessa, em 2009, com o objetivo de impulsionar uma nova forma de fazer negócios. Figueiredo acredita que as empresas devem ao mesmo tempo ser lucrativas e ter um forte compromisso social. “Meu maior desafio tem sido mostrar, para o empreendedor que busca propósito, a importância do impacto e da conquista de resultado no negócio”, destaca. Em oito anos, o Quintessa já acelerou mais de 40 negócios sociais e mostra que tem fôlego para transformar ainda mais. “Nosso país também depende do sucesso das empresas que resolvem os desafios de nossa sociedade.”

Patrocínio Master

Patrocínio

Apoio

Comunicação