Não fique boiando,
nós te ajudamos

por Lino Bocchini

Saiba um pouco mais sobre Julian Assange e a Wikileaks

Como funciona exatamente o WikiLeaks?

O site tem um sistema que permite a qualquer um vazar de forma anônima documentos de governos ou corporações que julgue importante virem a público. O WikiLeaks, por sua vez, promete divulgar esse material de forma responsável, e buscando o maior impacto possível.

Eles só têm esses documentos das embaixadas americanas?

Não. Desde sua fundação, em 2007, o WikiLeaks já vazou documentos de uma série de empresas e governos, e até da igreja da cientologia (aquela do Tom Cruise, lembra?). Mas os mais famosos foram os 91 mil documentos da guerra do Afeganistão, divulgados há 2 anos; os 250 mil documentos diplomáticos das embaixadas norte-americanas, vazados ano passado, e as fichas dos presos de Guantánamo, divulgadas agora em abril. 

O que é cable?

É o nome em inglês para qualquer comunicação transmitida via cabos (telegrama, e-mail etc). Cablegate foi o nome que a mídia inventou para o caso.

Assange diz que ainda tem muita coisa não-divulgada. Por que eles não divulgam logo tudo que têm na mão de uma vez e pronto?

Porque a organização tem uma preocupação em checar a veracidade dos documentos e, principalmente, em retirar os nomes de pessoas que não tenham como se defender e que possam ser prejudicadas caso sejam expostas –um funcionário de baixo escalão que só estava cumprindo ordens, por exemplo.

Por quê no Brasil os documentos ficaram com a Folha e O Globo?

Em cada país, o WikiLeaks fecha parcerias com grandes veículos (de preferência os maiores). Assim eles se comprometem com a checagem das informações e retirada de nomes (ver resposta anterior) e também o impacto da divulgação é maior. Após a publicação nos veículos, o documento é também liberado no site da organização, podendo ser lido, interpretado e divulgado por qualquer um.

Por que falam que Julian Assange é um terrorista?

Quem diz isso são ultraconservadores norte-americanos, como a ex-candidata a vice-presidente Sarah Pallin. São pessoas que ficaram irritadas porque o WikiLeaks expôs práticas, digamos, pouco nobres da inteligência, do exército e da diplomacia dos EUA. Essa avaliação, contudo, tem pouco respaldo fora desse grupo.

Ouvi dizer que vão fazer até filme dele... é isso mesmo?

Sim. Steven Spielberg comprou os direitos para o cinema do livro "WikiLeaks: Inside Julian Assange´s War on Secrecy" (no Brasil, "WikiLeaks: A Guerra de Julian Assange contra os Segredos de Estado"), de David Leigh e Luke Harding. Os autores são jornalistas do inglês The Guardian, primeiro grande jornal a publicar documentos vazados por Assange, antes mesmo da criação do WikiLeaks.

Então no final das contas o Assange é tipo um desses novos milionários da internet, que nem o Zuckeberg do Facebook? 

Não. O australiano mora de favor, usa um carrinho pequeno e velho e ficaria ofendido com a comparação. O "Assange" do Saturday Night Live, humorístico da TV norte-americana, falou sobre a diferença: "Enquanto Zuckeberg pega suas informações pessoais e vende para grandes corporações, eu pego as informações secretas de grandes corporações e governos e as divulgo de graça".

***

Veja a entrevista com Assange na íntegra clicando aqui.

fechar

Entre em contato
com a trip


fale conosco

PABX +55 (11) 2244-8747
Caixa Postal: 11485-5
CEP: 05414-012
São Paulo - SP

atendimento ao assinante

SP (11) 3512-9465
BH (31) 4063-8433
RJ (21) 4063-8482
das 09h às 18h
assinaturas@trip.com.br
 CENTRAL DO ASSINANTE 

ou se você preferir:

e-mail inválido!
mensagem enviada!
fechar

Assine


E leve ousadia, moda, irreverência,
comportamento, inspiração.
Tudo isso com coerência, profundidade
e um olhar que só a Trip tem.

trip

Desconto de 25%

1 ANO
11 edições
R$ 98,18
6 x R$ 16,36

Capa Conceito

assinar

1 ANO
11 edições
R$ 98,18
6 x R$ 16,36

Capa Trip Girl

assinar

trip

Grátis um super relógio

2 ANOS
22 edições
R$ 261,80
6 x R$ 43,63

Capa Conceito

assinar

2 ANOS
22 edições
R$ 261,80
6 x R$ 43,63

Capa Trip Girl

assinar
fechar