Nanda Costa faz um balanço de seu isolamento

por Nathalia Zaccaro

”A quarentena me trouxe a certeza de que eu escolhi a melhor pessoa para passar a vida”, diz a atriz sobre sua namorada, Lan Lanh

Nanda Costa está de volta ao Projac para as gravações da novela Amor de mãe, que estavam suspensas desde março por conta da pandemia. "Somos os primeiros a voltar e estamos entendendo como será a retomada", diz. Depois de cerca de cinco meses isolada com sua namorada, a percussionista Lan Lanh, a atriz trocou uma ideia com a Tpm sobre as dificuldades que envolveram o período, mas também os frutos que surgiram da experiência. "Só me trouxe a certeza de que eu escolhi a melhor pessoa para passar a vida. Lan Lanh é muito parceira, a gente se dá bem, se ajuda. Quando uma tá mais caída, a outra levanta. A gente cozinha, arruma a casa juntas. Fica tudo mais leve. Só fortaleceu nossa relação", diz. Instagram, amor, gravidez e trampo foram assunto da conversa, se liga: 

LEIA TAMBÉM: Fafá de Belém: onde tem holofote, estou dançando

Tpm. Como foi para você passar pelo período de isolamento?

Nanda Costa. Passei por alguns momentos difíceis na pandemia, morrendo de medo, sem sair nunca. Fiquei super triste, dei uma caída, tava sem vontade de fazer nada. Depois passei por um processo de ver filmes, séries, ouvir músicas, estudei guitarra, aprendi percussão com a Lan, comecei a me movimentar. Eu sentia falta de atuar, de exercer minha profissão. Acho que nunca fiquei tanto tempo sem isso, sempre tive o privilégio de emendar um trabalho no outro. Então comecei a adaptar algumas histórias e contar pelo Instagram, experimentar minhas vozes em personagens diferentes, testar filtros para fazer a caracterização. 

Foi assim que surgiu o Marcão, que fez tanto sucesso no Instagram? Sim. A ideia era que as pessoas contassem histórias da vida delas para eu adaptar. A primeira foi um caso de um amigo meu e recebi muito feedback positivo dele, dizendo que era muito engraçado. Daí decidi ter uma dramaturgia para o personagem, o Marcão, ser coerente. Liguei pra Patrícia Andrade, roteirista, falei do Marcão, e a gente criou cenas, com convidados também, como a Emanuelle Araújo, a Maria Padilha e outras atrizes que admiro. Foi a alegria e o alívio da minha quarentena.

Ele vai continuar existindo? Agora voltei a gravar novela, com um protocolo rígido de segurança. Somos os primeiros a voltar e estamos entendendo como será a retomada. Essa é minha prioridade. Mas quero continuar sim com a série no Instagram.

LEIA TAMBÉM: Fe Paes Leme: "Tenho gozado, tenho me divertido sozinha"

Você e a Lan Lanh já moravam juntas quando chegou a pandemia? Nós éramos vizinhas, ficamos quase seis anos nesse formato das duas casas. A gente dormia na casa que tinha comida, onde tinha o café da manhã garantido, alternando de uma casa pra outra. Mas, no ano passado, mudamos para a mesma casa. Teria sido difícil não estar com ela nesse momento. Só me trouxe a certeza de que eu escolhi a melhor pessoa para passar a vida. Ela é muito parceira, a gente se dá bem, se ajuda. Quando uma tá mais caída, a outra levanta. A gente cozinha, arruma a casa juntas. Fica tudo mais leve. Só fortaleceu nossa relação.

Você pensa em ser mãe? Eu tenho desejo de ser mãe, mas acho que tem coisas na vida que são escolhas e outras que são destino. Eu congelei óvulos em 2018 e acho muito importante falar desse assunto. Às vezes a gente vai deixando passar o tempo porque tá focada na carreira e é bom ter tranquilidade para escolher o momento certo para engravidar. Mas nossa fertilidade tem um limite, ela cai a cada ano que passa. Eu tô com 33 agora e, a partir dos 35, começa a cair bastante a qualidade dos óvulos. Eu pensei em ter um filho e veio um trabalho… E aí o legal de congelar é ter liberdade para esperar. Decidi viver a novela, e aí depois da novela veio a pandemia e eu não sei o que vem depois. Os óvulos estão congelados para não ter a pressão do limite, desses 35 anos. Mas sei que o congelamento não é garantia de que vai dar certo, são tentativas. 

Créditos

Imagem principal: Vinicius Mochizuki/Divulgação

fechar

Entre em contato
com a trip


fale conosco

PABX +55 (11) 2244-8747
Caixa Postal: 11485-5
CEP: 05414-012
São Paulo - SP

atendimento ao assinante

SP (11) 3512-9465
BH (31) 4063-8433
RJ (21) 4063-8482
das 09h às 18h
assinaturas@trip.com.br
 CENTRAL DO ASSINANTE 

ou se você preferir:

e-mail inválido!
mensagem enviada!
fechar

Assine


E leve ousadia, moda, irreverência,
comportamento, inspiração.
Tudo isso com coerência, profundidade
e um olhar que só a Trip tem.

trip

Desconto de 25%

11 edições
R$ 98,18
6 x R$ 16,36

Capa Conceito

assinar

11 edições
R$ 98,18
6 x R$ 16,36

Capa Trip Girl

assinar

trip

Grátis um super relógio

22 edições
R$ 261,80
6 x R$ 43,63

Capa Conceito

assinar

22 edições
R$ 261,80
6 x R$ 43,63

Capa Trip Girl

assinar
fechar