por Carolina Ferraz
Tpm #73

Você sabe o que faz uma camareira no meio da indústria necessária para realizar uma novela?

Você  sabe o que faz uma camareira no meio da indústria necessária para realizar uma novela? Nossa editora convidada foi entrevistar uma de suas colegas de trabalho mais queridas. A paraibana  que domina os camarins da Globo adora seu trabalho, mas não gosta de ver novela.

por Carolina Ferraz

A Dalva Santiago – supercamareira da TV Globo – é uma dessas figuras raras que a vida nos dá de presente. Primeiro me apaixonei por sua força e seu senso de humor. A mulher é uma peça, fala pelos cotovelos e sempre tem uma história melhor do que a outra. É uma figuraça que me ajuda no trabalho, cuida de mim e me protege (não só a mim, mas a todas as atrizes). Dalva nasceu em Lagoa Grande, na Paraíba, em 1972, e se mudou para o Rio de Janeiro em 95. Já passou por muita coisa. Foi doméstica, assistente de consultório de dentista e balconista. Há oito anos trabalha na Globo. Pessoas como ela fazem da minha vida no trabalho um exercício humano da maior qualidade.

Carolina Ferraz. Como você virou camareira da TV Globo?
Dalva Santiago. Eu trabalhava em uma loja chamada Como Manda o Figurino e conheci um anjo lá, o figurinista Cao Albuquerque. Ele viu que eu trabalhava bem, gostou do meu jeito. Primeiro me convidou para ser camareira do filme Abril Despedaçado, tive medo e disse não. Como sempre, o medo durou pouco, me arrependi e quis ir, mas a equipe já estava fechada. O Cao pagou do bolso dele meu salário. E depois ainda me arrumou um emprego na Globo.

Como é trabalhar na Globo? Você ficou nervosa no começo?
Já foi maltratada por alguém? No começo é sempre estranho. Fiquei nervosa algumas vezes. Por exemplo, eu fiquei boba quando vi a Xuxa pela primeira vez, ela é linda demais... Quando vi a Malu Mader, fui chorar escondido no guarda-roupa, sempre gostei tanto dela... Agora, graças a Deus nunca me maltrataram não. Mesmo a dona Suzana Vieira, que todos diziam não ser fácil, foi ótima sempre! Muito profissional ela, sabe? O povo pensa que aqui vocês têm tempo para chilique, não têm não!

O que faz uma camareira, exatamente? O figurinista deixa a roupa de cada ator separada. E a gente cuida, vê se está tudo limpo e organizado. Também ajudamos os atores a colocar todos os adereços.

Tem algum tipo de personagem com quem você goste mais de trabalhar? Ou algum que tenha sido marcante? Adorei vestir a Laura [Cláudia Abreu], de Celebridades [2003/2004]. Gosto mais de personagem vilão. A boazinha sofre demais, meu Deus.

Qual é a sua novela preferida? Sabe que eu não sou de ver muita novela? Porque tem muito sofrimento, gosto mais de ver filmes.

Por que você decidiu se mudar para o Rio de Janeiro? Minha mãe se sacrificou muito pra dar educação pra gente. Lá na Paraíba eu era professora primária, mas minhas irmãs vieram para o Rio tentar a sorte. Eu sempre fui animada e uma hora falei: “Já chega de Paraíba”, e vim também.

matérias relacionadas