por Ronaldo Lemos
Trip #282

Encontros e reuniões pessoais de trabalho podem ser uma enorme fonte de distração e perda de tempo

Um dos artigos mais interessantes que li recentemente é a descrição que o cientista Stephen Wolfram faz sobre como organiza a sua vida para ser produtivo. Wolfram é uma das pessoas vivas mais inteligentes do planeta, na minha opinião. Além de ser um ás da matemática, ele criou a linguagem de programação Wolfram Alpha, que tem entre seus objetivos recriar dentro do computador o “mundo aqui de fora”. Sua empresa (de mesmo nome), que hoje tem mais de 800 funcionários, fez dele uma referência para luminares da tecnologia – Steve Jobs (1955 - 2011), por exemplo, buscava com frequência sua opinião.

No seu longuíssimo post (vale reservar pelo menos 60 minutos para ler tudo), ele explica como sua mesa de trabalho é organizada. O que ele faz quando acorda. Como faz para trabalhar quando está viajando. Como interage com os funcionários da sua empresa.

No papel de inventor, Wolfram recriou todos esses espaços, tanto em hardware como em software. Por exemplo, uma de suas mesas de trabalho tem uma esteira acoplada, para ele trabalhar enquanto caminha. Mais do que isso, criou uma bandeja portátil, onde consegue colocar o laptop enquanto está de pé. Isso permite que ele possa fazer longas caminhadas ao ar livre enquanto trabalha em seu computador.

Um dos aspectos mais interessantes do trabalho dele é ter se assumido há muitos anos como um “remote CEO”. Em outras palavras, ele trabalha sempre à distância. Todas as interações com seus mais de 800 funcionários (e diversos outros projetos em que está envolvido) são assim. Uma das razões para ele ter optado por trabalhar dessa forma é justamente a produtividade. Na visão dele, é infinitamente mais produtivo ser um CEO remoto do que um CEO fisicamente presente. Um CEO remoto pode lidar com muito mais informação simultaneamente do que um CEO presente fisicamente.

LEIA TAMBÉM: Todos os textos de Ronaldo Lemos

Um pouco de atenção

Encontros e reuniões pessoais de trabalho podem ser uma enorme fonte de distração e perda de tempo. Em uma reunião presencial, a maioria das pessoas ainda olha feio se você está com seu celular e uma tela de computador aberta na sua frente, dividindo sua atenção. No entanto, no mundo que vivemos hoje, reuniões presenciais são cada vez mais percebidas como um uso ineficiente do tempo.

Por conta disso, um outro amigo, também da área de tecnologia, tem feito experimentos nesse sentido. Antes de marcar uma reunião, ele sempre pergunta se aquela reunião requer sua atenção total ou se pode ser realizada com atenção dividida. As reuniões de atenção total ocupam apenas um pequeno percentual de sua alocação de tempo (em outras palavras, ele as evita o máximo possível e quem quiser uma desse tipo tem de esperar muito tempo por ela, até mesmo meses). Já as reuniões que admitem atenção compartilhada, nas quais as pessoas já estão pré-avisadas de que ele vai estar com o computador e o celular na sua frente, dividindo a atenção entre o que está sendo dito e as telas, ocupam o espaço majoritário da sua agenda. São mais fáceis de serem marcadas e mais produtivas, na visão dele.

Esses dois exemplos dão conta de como a ideia de produtividade está sendo completamente recombinada no mundo de hoje. Algumas das pessoas mais produtivas e inventivas da atualidade trabalham remotamente. Mesmo as relações sociais vão ter de reajustar suas expectativas. Será cada vez mais difícil deixar de lado o celular (ou qualquer outro dispositivo que vier por aí) enquanto você conversa com outras pessoas. Aliás, não duvidaria que a própria prática de “conversar” com alguém pessoalmente possa ser vista cada vez mais como ineficiente sob a ótica da troca de informação. A ponto de as pessoas começarem a ter um aplicativo de “não perturbe” que indica quando estão abertas para conversar com alguém ou não. E quem sabe até com nuances, indicando se estão dispostas a dar atenção total ou atenção compartilhada para aquela conversa.

Seja bem-vindo ao mundo em que a informação impera e somos apenas o canal para ela circular com mais intensidade.

Créditos

Imagem principal: Reprodução

fechar

Entre em contato
com a trip


fale conosco

PABX +55 (11) 2244-8747
Caixa Postal: 11485-5
CEP: 05414-012
São Paulo - SP

atendimento ao assinante

SP (11) 3512-9465
BH (31) 4063-8433
RJ (21) 4063-8482
das 09h às 18h
assinaturas@trip.com.br
 CENTRAL DO ASSINANTE 

ou se você preferir:

e-mail inválido!
mensagem enviada!
fechar

Assine


E leve ousadia, moda, irreverência,
comportamento, inspiração.
Tudo isso com coerência, profundidade
e um olhar que só a Trip tem.

trip

Desconto de 25%

1 ANO
11 edições
R$ 98,18
6 x R$ 16,36

Capa Conceito

assinar

1 ANO
11 edições
R$ 98,18
6 x R$ 16,36

Capa Trip Girl

assinar

trip

Grátis um super relógio

2 ANOS
22 edições
R$ 261,80
6 x R$ 43,63

Capa Conceito

assinar

2 ANOS
22 edições
R$ 261,80
6 x R$ 43,63

Capa Trip Girl

assinar
fechar