por Alexandre Potascheff

Clóvis de Barros, um dos mais originais pensadores do Brasil, reflete sobre inovação, felicidade, sobre o poder da gentileza e rejeita a alcunha de intelectual: “De maneira geral eles são chatíssimos”

Um dos mais requisitados palestrantes do Brasil e parte da intrigante, e muito bem-vinda, trinca de intelectuais pop do país (um grupo que tem atraído jovens - e nem tão jovens assim - às mais profundas e inquietantes questões do pensamento filosófico) Clóvis de Barros Filho é graduado em jornalismo pela faculdade Cásper Líbero e em direito pela USP, além de ser especialista em Direito Constitucional, em Sociologia do Direito e mestre em Ciência Política pela Universidade de Paris e doutor em Ciências da Comunicação pela USP. Tratando os temas mais complexos da condição humana de maneira clara, simples e divertida, ele é autor de livros de grande sucesso como o A Vida Que Vale A Pena Ser Vivida, de 2010, Somos Todos Canalhas, de 2015, e o Felicidade ou Morte, de 2016. Na conversa com o Trip FM Clóvis analisa o comportamento de Donald Trump, relembra os tempos em que foi campeão brasileiro de natação, reflete sobre a crescente dependência digital e fala sobre gentileza e felicidade: “Quando você vincula sua felicidade a ter coisas você se condena”.

ESCUTE A ENTREVISTA COMPLETA NO PLAY ABAIXO:


SET LIST
Cream —  Strange Brew
The Heptones —  Book of Rules
Myron & E  —  If I Gave You my Love
Liniker e os Caramelows —  Louise du Brésil
Ouça todas as músicas que rolaram no Trip FM em 2018

Créditos

Imagem principal: Fernando Martins

matérias relacionadas