por Nataly Cabanas

Espetáculo de dança no Sesc Belenzinho, em São Paulo, convida o espectador a cair na água

O espetáculo é de dança, mas além do ingresso não esqueça a touca de natação, o maiô ou a sunga. É só um aviso ao futuro espectador: ele pode assistir à Estudos para Clarabóia, novo espetáculo da intérprete-criadora Morena Nascimento que assina a direção com Andreia Yonashiro, dentro da piscina do Sesc Belenzinho.

Ia dizer anotem, mas a verdade é: corram! Pois o espetáculo está com ingressos esgotados até a terceira semana de janeiro. Desenvolvido a partir da premiada performance Clarabóia, interpretada por Morena desde 2010, nos Estudos, dez intérpretes/contraregras dão vida à experiência que acontece sobre um piso de vidro e dá ao espectador três possibilidades de pontos de vista: além da piscina, está liberado o acesso para assistir do mesmo andar onde acontece a performance ou também vê-los do alto, nos andares acima. A música, a luz, e muitos outros elementos como tintas e plumas são algumas das matérias-primas usadas no diálogo dançado com a arquitetura.

Uma alternativa ao ingressos esgotados é assistir dos pontos de vista terrestres, onde não é preciso comprar ingresso. Por ali, é só chegar e dançar com os olhos.

Vai lá: Estudos para Clarabóia
Onde: Sesc Belenzinho - Rua Padre Adelino, 1.000 - Belenzinho. São Paulo/SP
Quando: 15, 16, 17, 22, 23, 24, 29, 30 e 31 de janeiro de 2013. Terças, quartas e quintas, às 21h30.
Quanto: para quem vai ver da piscina: R$ 24,00 (inteira); R$ 12,00 (usuário matriculado no Sesc e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino); R$ 6,00 (trabalhador no comércio e serviços matriculado no Sesc e dependentes).
Infos: (11) 2076-9700 / www.sescsp.org.br/belenzinho

*É imprescindível ao público o uso de trajes de banho (sunga, maiô ou biquíni em material sintético e não transparente) e touca, recomendando-se chegar com ao menos meia hora de antecedência aos vestiários da piscina e não esquecer de levar seu cadeado para guarda dos pertences nos armários. Outra parte do público poderá assistir ao espetáculo de diversos espaços com múltiplos pontos de vista, seja no térreo (mesmo nível dos bailarinos) ou nos andares (vendo por cima da cena). Para estes locais não é necessário adquirir ingressos, bastando comparecer à bilheteria da Unidade com alguma antecedência nos dias de espetáculos.

(*) Nataly Cabanas é uma atriz que gosta de escrever e uma jornalista que ama teatro e dança

matérias relacionadas