Tpm

por Flora Paul

Ex-executivo fala sobre o byMK, rede social que criou exclusivamente para quem adora moda

"É um lugar de encontro de apaixonados por moda", diz Renato Steinberg sobre o byMK, comunidade virtual do assunto que começou em agosto de 2008 e tem, hoje, 250 mil visitantes mensais. Misto de redes sociais como o Orkut, com atividades do Facebook, seguidos e seguidores do Twitter e conceito de YouTube, em que você não precisa necessariamente se cadastrar para participar, o site reúne desde quem tem simpatia por moda até designers conhecidos. Além de discussões sobre o assunto é possível, assim como no gringo Polyvore, criar looks virtuais com peças reais. "A gente olha para esses sites, vê o que tem de legal e traz tudo isso para dentro", explica Renato, um dos mentores do projeto.

A ideia surgiu quando a esposa de Renato e a de seu sócio no mercado financeiro, Flavio Pripas, resolveram criar um projeto com moda, assunto que amavam. Primeiro pensaram abrir uma loja. Depois, por questões financeiras, o plano virou o de uma loja virtual. "Aí nós pensamos: já existe um monte de lojas virtuais, vamos fazer algo interativo." E surgiu o byMK Os dois executivos começaram a desenvolver o site nas horas vagas mas, depois da abertura, apenas com o boca a boca, em poucos meses já tinham alcançado 3 mil usuários. "Vimos que tínhamos uma coisa bacana para o mercado de moda e resolvemos investir nisso." Em fevereiro deste ano, os dois passaram a se dedicar integralmente à rede social. O nome inicial, homenageando Marcela e Karen, as esposas, permaneceu. "A gente até ficou meio na dúvida na hora que o site começou a crescer, porque era uma brincadeira, mas resolvemos manter o nome."

Os usuários variam de estudantes e profissionais de moda até a adolescentes que adoram o assunto. "A intenção é que seja um lugar democrático em que se fale de moda. É diferente de um Orkut ou de um Facebook, que têm de religião a pedofilia. As pessoas podem conversar, conhecer tendências, ver estilos, podem interagir com pessoas que também gostam de moda. É uma grande vitrine." A rede social dá visibilidade tanto a designers iniciantes quanto a grandes marcas. A loja de departamentos Renner colocou as peças de uma nova coleção para os usuários poderem fazer looks no site. A luxuosa marca de joias H.Stern também. No Fashion's Night Out, evento global de incentivo ao consumo da moda organizado pela Vogue, era possível fazer looks no site diretamente da loja de roupas mOb, na badalada rua Oscar Freire. "Já sabemos até de momentos em que usaram o byMK na sala de aula."

Recentemente o byMK lançou um aplicativo para iPhone. Para o próximo ano, os planos são de manter o site cada vez mais interativo. "Queremos sempre oferecer uma experiência nova", finaliza Renato.

 

Vai lá:
www.bymk.com.br

matérias relacionadas