por Luciana Carpinelli

Dicas rápidas e fáceis para que suas visitas voltem sempre

Fins de tarde quentes são um convite para receber os amigos em casa para um bate papo noite adentro. E, para acompanhar os bons drinks, troque os amendoins e salgadinhos industrializados de sempre para preparar você mesmo alguns petiscos para receber seus convidados.

Com estas sugestões super fáceis de fazer e muito gostosas, os amigos se sentirão muito melhor recebidos e com certeza voltarão mais vezes.

Chips crocantes de queijo provolone

AMO queijos, de qualquer tipo, de qualquer nacionalidade. Pensando rapidamente, não consigo lembrar de algum deles que não me agrade, principalmente para companhar um cerveja bem geladinha. Estes chips de provolone que minha irmã sempre faz são um petisco delicioso e super fácil de fazer! Ótimo para o happy hour de sexta-feira.

Queijo provolone a vontade
Pimenta do reino (opcional)

O maior segredo é cortar fatias finas do provolone. Elas não devem ficar nem transparentes para não desmancharem, nem muito grossas pois não ficam crocantes — estes foram os aprendizados das tentativas que eu fiz.
Coloque as fatias em uma assadeira, deixando pelo menos uns dois dedos entre elas (eu salpiquei um pouquinho de pimenta do reino por cima) e leve ao forno pré-aquecido em 180ºC até que comecem a dourar (não demora 20 minutos). Tire a assadeira do forno e, com uma espátula, retire o queijo derretido com cuidado para não deixá-lo muito disforme (ainda vai estar molenga). Coloque em um prato (deixe a gordura que solta na assadeira) e espere esfriar e ficar firme.

Aí é só tirar a cerveja da geladeira e fazer a festa com seus amigos no happy hour! :)

Se quiser, dá para fazer bastante e colocar porções menores separadas em sacos plásticos bem fechados e depois manter tudo dentro de um pote fechado hermeticamente para que os chips de provolone continuem bem crocantes.

Queijo camembert com geleia de frutas vermelhas

Esta é uma ótima opção de entradinha: deliciosa, sofisticada e hiper fácil de fazer. E o melhor é que dá para deixar tudo preparado e, minutos antes de servir, levar rapidinho ao forno. Tudo tão simples e gostoso que nem parece verdade. E garanto que vai fazer sucesso tanto para uma ou duas pessoas como para grupos maiores (afinal, é só multiplicar as quantidades). E esta dica é para anotar e usar sempre que surgir uma visita de última hora!

1 camembert pequeno (125g a 200g)
3 a 5 colheres de sopa de geleia de frutas vermelhas sem açúcar (ou outra de sua preferência)
Torradinhas, grissinis ou rodelas de pão para acompanhar

O segredo desta entrada é usar os ingredientes em temperatura ambiente. Por isso, retire-os da geladeira com certa antecedência.

Com uma faca bem afiada, faça dois cortes superficiais em forma de cruz sobre o queijo e coloque-o em um refratário ou prato que possa ir ao forno. Pré-aqueça o forno em 160º-180ºC e coloque o queijo por mais ou menos 15 minutos ou até que o queijo fique macio mas com a casca ainda intacta. Retire-o do forno e com a ajuda de uma faca ou colher levante delicadamente as pontas da superfície cortada. No centro, sobre o queijo, coloque a geleia (a quantidade de geleia fica a seu critério, mas eu acho que 3 colheres de sopa são suficientes para um queijo de 125g).

O interior do queijo estará bem macio (e quente, cuidado!), e vai se misturar com a geleia à medida em que você vai mexendo nele. Você pode usar grissinis para comê-lo como um fondue de camembert ou então, com espátulas para patê, colocar sobre torradinhas ou fatias de pão. Na foto abaixo, cortei a casca para tentar mostrar a consistência da mistura, que fica realmente irresistível! Mas sugiro evitar abrí-lo muito para que não esfrie, pois o queijo vai ficando mais firme.

Se quiser, pode colocar nozes, amêndoas ou pistaches picados por cima, mas eu realmente acho que o camembert fica tão perfeito somente com a geleia que não costumo adicionar mais nada. Esta quantidade serve de duas a três pessoas como entradinha.

Muçarela de búfala recheada

Luciana Carpinelli

Mucarela de Búfala Recheada

Mucarela de Búfala Recheada

Esta é uma ideia para as pessoas que controlam as calorias poderem também entrar no clima de festa sem deixar a reeducação alimentar de lado. É uma opção super saborosa, bem menos pesada que os petiscos que geralmente aparecem e ainda deixa a mesa bonita.

Bolinhas de muçarela de búfala
Oleaginosas, frutas secas, conservas para o recheio
Ervas finas desidratadas
Pimenta calabresa desidratada
Azeite e pimenta do reino a vontade

Não coloquei quantidades pois elas podem variar de acordo com suas preferências (e quantidade de pessoas). Eu usei 16 bolinhas de muçarela (+/- 150g), 1 damasco seco, 1 tomate seco, 1 azeitona fatiada e 4 castanhas do Pará/do Brasil. Parece pouco, mas rendeu uma porção que serve muito bem 3 pessoas (ou até 4, dependendo das outras opções) como entradinha ou petisco.

Comece temperando a muçarela de búfala com um fio de azeite, pimenta do reino, ervas finas e a pimenta calabresa (você pode substituir ou acrescentar seus temperos preferidos). Com as mãos, vá misturando com cuidado para que todas as bolinhas sejam envolvidas no tempero. Deixe descansar na geladeira por pelo menos uns 20 minutos.

Corte os recheios escolhidos em pedaços não muito grandes (o importante para mim era não acrescentar muitas calorias) e reserve-os.

Para montar os petiscos, faça um corte no meio das bolinhas de muçarela sem separar as metades e coloque os recheios. Eu arrumei as bolinhas sobre uma tábua pequena, formando linhas diagonais com cada recheio para ficar com um aspecto mais arrumadinho para a festa, mas você pode colocar em uma tigela ou prato bonito sem se preocupar com a ordem. Sirva com palitinhos.

Se quiser, você pode deixar pronto na geladeira e tirar pouco antes de servir para não chegar muito gelado à mesa.

Para ver outras receitas fáceis e práticas para receber os amigos, acesse o Especial de Entradas e Petiscos.

(*) Luciana Carpinelli é aquariana, curiosa, jornalista e tem uma infinidade de interesses — entre eles, a culinária. Não é chef (nem pretende ser) mas a necessidade de morar sozinha a fez experimentar a alquimia das panelas e descobrir que o fogão não é um bicho de quatro bocas. Seu blog é o Cozinhando para 2 ou 1 cozinhandopara2ou1.com.

matérias relacionadas