por Thaís Ruiz

Juntar os amigos em torno de um churrasco não é mais privilégio de quem mora em casa

Se você ainda não possui, certamente já pensou em ter uma churrasqueira na varanda. Coqueluche dos novos tempos, as “varandas gourmet” são ambientes obrigatórios nos novos edifícios lançados nos últimos 10 anos.

Que brasileiro gosta de churrasco todo mundo sabe mas que isso não é privilégio só dos que moram em casa, isso sim é novidade. Não é necessário ter muito espaço, 8m² de varanda já são suficientes para ter uma churrasqueira, pequena claro, mas que já possibilita “queimar” uma carne no final de semana.

Se o seu espaço é ainda menor e mesmo assim o desejo é muito grande, não fique triste, já existe a solução paliativa que é a “varanda grill". Basicamente o problema é resolvido com uma bancada pequena e a previsão de uma grelha elétrica e uma cuba com ponto hidráulico. Churrasco mesmo não rola, mas um grelhadinho já quebra um galhão. 

O mais legal desta solução é que ela é possível também para apartamentos mais antigos onde o condomínio não possui a infraestrutura para instalação de churrasqueira, além de ser necessário apenas um ponto de elétrica. Sem contar que a solução da grelha não faz toda aquela fumaça que a churrasqueira de carvão faz.

Além da grelha outra opção bem legal é colocar um cooktop elétrico junto. Existem opções que variam de uma até várias bocas e o arroz de acompanhamento fica garantido sem ter que ficar cruzando a sala toda hora.

Para os sortudos com espaço grande e duto de infraestrutura no edifício as possibilidades são ainda maiores, nestes casos uma churrasqueira pré moldada fechada por alvenarias complementares ou até DryWall específico para resistir ao calor configuram os modelos retos e que aceitam vários tipos de revestimentos, dando personalidade a cada churrasqueira.

É muito importante lembrar que antes de revestir a churrasqueira vale saber se o condomínio permite e se isso não configura alteração de fachada. Nos casos onde a escolha é liberada, só é necessário pensar na praticidade de limpeza destes revestimentos. Pedras porosas são muito bonitas, mas, podem manchar de gordura, tintas e texturas também não são muito indicadas uma vez que não resistem bem à limpeza freqüente. Para viabilizar o uso destes materiais é indicado fazer uma moldura em granito ou material semelhante no contorno todo da boca da churrasqueira, isso evita que os inevitáveis pingos de gordura prejudiquem a beleza do local.

Modelos de churrasqueira a gás e elétricas já estão disponíveis no mercado e não são difíceis de achar, elas também são alternativas para quem quer amenizar a fumaça e nunca se lembra de comprar o carvão.

Para quem não quer ocupar um local de forma definitiva uma opção são os modelos portáteis. Hoje o mercado oferece modelos de vários tamanhos, desmontáveis ou até com ar retrô. Lembra dos modelos redondinhos e vermelhos dos filmes americanos? Agora elas são tendência e possíveis.

PS: Claro que quem é vegetariana ou vegan pode manter o prazer de encontrar os amigos em torno de uma grelha substituindo a carne vermelha por legumes, proteína vegetal, tofu, frutas etc. Dicas aqui.

Veja abaixo uma galeria com sugestões de decoração de varandas e de churrasqueiras.

(*) Thaís Ruiz é arquiteta da Neo Arq. Twitter: @neo_arq

Tem dúvidas de decoração, arquitetura ou paisagismo? Faça sua pergunta nos comentários abaixo! As dicas da Arquitetando são publicadas quinzenalmente às quintas-feiras.

matérias relacionadas