play

A nova onda da música pop sueca

por Dee Freitag

Dez artistas da Suécia pra ouvir já e amar incondicionalmente

A música pop sueca e suas novas vozes femininas estão cada vez mais presentes nos ouvidos do mundo. Você deve ter se emocionado alguma vez quando Robyn cantou sobre como eles -os meninos - conseguem ser tão insensíveis ou até refletiu sobre o passado quando Lykke Li desabafou que poderia ter feito diferente para as coisas darem certo. Falar sobre o amor e os efeitos colaterais dele parece ser um assunto em comum para ambas as cantoras, mas a coincidência não está somente em suas letras, mas também em suas ascendências. Tanto Robyn quanto Lykke Li são suecas. 

A cada dia um artista do país escandinavo surge na internet promovendo um novo som que pode até soar estranho no começo, mas que logo ganhará o seu coração sem muito esforço. A música nórdica possui raízes fortes, - que vem desde o Abba, Roxette e Cardigans -, e continua espalhando boas novidades pelo mundo.

Para comprovar nossa tese, selecionamos dez novidades da nova música sueca pra você escutar. Apaixone-se.

Icona Pop - As amigas Caroline Hjelt e Aino Jawo, mais conhecidas como Icona Pop, viram a sua música crescer gradativamente de 2011 até hoje. Um bom exemplo de artistas que surgem nas redes sociais, a dupla conquistou em cheio os blogs de música do mundo até chegarem aos palcos dos principais festivais de música indie e a trilha sonora da série norte americana Girls.


Elliphant - Saindo do mesmo selo musical das Icona Pop, a sueca Ellinor Olovsdotter tem proporcionado experiências interessantes para quem gosta de hip hop e soul. Sob o pseudônimo de Elliphant, mistura música eletrônica com batidas R&B e vocais malandros em rimas bem colocadas sobre relacionamentos mal sucedidos, distúrbios e estilo de vida.

 

NONONO - Formado por uma garota e dois produtores musicais, o trio NONONO é uma dessas novidades deliciosas que logo de cara te fará despertar em uma viagem musical com direito a sintetizadores borbulhantes, batidas cathy pop e assobios do começo ao fim. A regra primordial do seu trabalho é aproveitar ao máximo o que a vida tem a oferecer e, para isso, vale até alguns sacrifícios pelo caminho.

 

Say Lou Lou - Saindo do selo cool francês Kitsuné, as irmãs gêmeas Say Lou Lou decidiram se unir para fazer música para garotas - e de garotas. Buscando inspirações na década de 1980, canções como “Julian” e “Maybe You” revelam as duas faces do seus trabalhos – o amor e o ódio, a balada romântica e a música para dançar, a declaração ou o desabafo.

 

Kate Boy - Quarteto formado por três suecos e um australiano, o Kate Boy é um belo exemplo de nova música que não precisa de apresentações. Nascidos na era das redes sociais, a banda ainda é um mistério para nós. O desempenho vocal de Kate Akhurst muito nos lembra as canções mais antigas do The Knife ou a fase trash de Kate Bush. Música para ouvir no volume máximo.

 

Frida Sundemo - Principal característica da música nórdica é o apelo às produções minimalistas com uma atmosfera sombria e delicada. Frida Sundemo faz exatamente isso: contempla sua belíssima e calma voz a batidas grandiosas com direito a violinos, sinos e coro masculino. A novata chegou a ser comparada inúmeras vezes com uma versão mais humana de Robyn. É ouvir para acreditar.

 

Loreen - A sueca Loreen foi uma das grandes novidades do ano passado e conquistou o prêmio Eurovision 2012 pela música “Euphoria”, mas o destaque fica por conta do seu novo single: “We Got The Power” – uma espécie de hino para as mulheres que conseguem mudar suas circunstâncias e driblar os percalços da vida.

 

Beatrice Eli - Vista como uma das revelações mais interessantes de 2013, Beatrice Eli é sueca, mas atualmente vive em Nova Iorque a fim de aprimorar o seu talento e gravar novas canções que serão apresentadas em um disco definitivo no próximo semestre. Sua música mistura o clima urbano com riffs de guitarras, batidas pop e vocais ligeiramente soul.

 

Vanbot - Vista como a junção entre Little Boots e Robyn, a sueca Ester Ideskog (mais conhecida como Vanbot), possui um disco e alguns bons videoclipes em seu currículo. O sucesso da cantora se deu através da blogosfera, mas o destaque fica por conta da sua atual fase, onde mistura o experimentalismo da música eletrônica com uma explosão de sintetizadores e vocais angelicais.

 

Tove Lo - Tove Nilsson, mais conhecida como Tove Lo, começou sua carreira na Suécia há pouco mais de um ano, mas somente agora conquistou os holofotes dos críticos de música e tem despertado com suas composições sobre o amor e a futilidade das pessoas. Esbanjando certa ousadia e sensualidade nos vídeos, a cantora pende para o lado mais comercial da música e acerta em cheio.

 


Aqui, a playlist das meninas da nova música pop sueca pra você começar a ouvir já.


* Dee Freitag
 é apaixonado por vocais femininos, coleciona CDs desde pequeno e revela a nova música no blog Pick Up The Headphones. Escreve, a cada 15 dias, a seção Música pra meninas e sobre meninas, aqui no site. Conheça mais sobre ele no Blog da Tpm.

fechar

Entre em contato
com a trip


fale conosco

PABX +55 (11) 2244-8747
Caixa Postal: 11485-5
CEP: 05414-012
São Paulo - SP

atendimento ao assinante

SP (11) 3512-9465
BH (31) 4063-8433
RJ (21) 4063-8482
das 09h às 18h
assinaturas@trip.com.br
 CENTRAL DO ASSINANTE 

ou se você preferir:

e-mail inválido!
mensagem enviada!
fechar

Assine


E leve ousadia, moda, irreverência,
comportamento, inspiração.
Tudo isso com coerência, profundidade
e um olhar que só a Trip tem.

trip

Desconto de 25%

11 edições
R$ 98,18
6 x R$ 16,36

Capa Conceito

assinar

11 edições
R$ 98,18
6 x R$ 16,36

Capa Trip Girl

assinar

trip

Grátis um super relógio

22 edições
R$ 261,80
6 x R$ 43,63

Capa Conceito

assinar

22 edições
R$ 261,80
6 x R$ 43,63

Capa Trip Girl

assinar
fechar