por Marcela Paes

Blocos para quem quer fugir do comum no Rio, São Paulo, Recife/Olinda e Belém

Nem todo mundo gosta de marchinhas, axé ou samba, mas isso não quer dizer que a opção para este Carnaval seja se internar em casa e esquecer o mundo lá fora. Neste mini guia, listamos os blocos mais diferentes nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Recife e Olinda. A seleção inclui blocos em que só se toca músicas de Chico Buarque, passa por representantes do rock e acaba onde a celebração remete a tempos mais antigos.

Nestes tempos de carnaval moderno e variado, pode-se até não gostar de samba, mas ninguém vai ser acusado de doente do pé.

Rio de Janeiro

Vai lá: Fogo e Paixão - Inspirado em uma canção do cantor Wando, o bloco Fogo e Paixão é perfeito pra quem adora músicas bregas e gosta de cantá-las a plenos pulmões. Apesar do momento triste para os admiradoes do cantor que faleceu hoje (e gravou um vídeo pedindo doações para o bloco), a festa é uma boa oportunidade para homenageá-lo.
Quando: 12 de fevereiro, às 11h00
Concentração: Largo de São Francisco, Centro

Vai lá: Bloco do Sargento Pimenta - Pra quem é fissurado por Beatles, as marchinhas que rolam no bloco são todas versões de músicas do quarteto inglês.
Quando:  20 de fevereiro às 11h
Concentração: Av. Infante Dom Henrique, da Marina da Glória ao MAM. Flamengo

Vai lá: Toca Rauuulll! - O bloco faz releituras das músicas de Raul Seixas em diversos ritmos carnavalescos, tais como frevo, samba, marchinha e maracatu. O repertório atravessa todas as fases da carreira de Raul e a apresentação conta com figurino, cenografia, adereços, bonecos e efeitos visuais.
Horário: 19 de fevereiro às 16h00
Concentração/Trajeto: Praça dos Tiradentes, Centro   

Vai lá: Mulheres de Chico - É um grupo inteiramente feminino formado por meninas que já tocam em outros blocos. No repertório somente músicas de Chico Buarque.
Quando:25 de fevereiro, às 17h00
Concentração: Praça Antero de Quental. Leblon 

São Paulo

Vai lá: Bantantã - No bloco fundado em 1979 por estudantes da USP e moradores da região, o clima é familiar e a intenção é a de reviver os carnavais antigos. A cobrinha símbolo da folia remete ao Instituto Butantã.
Quando: 10 de fevereiro, concentração às 16h, saída às 21h
Concentração: Av. Valdemar Ferreira esquina com R. Desembargador Armando Fairbanks, Butantã

Vai lá: Bangalafumenga - Em seu primeiro ano em São Paulo, o bloco que sai desde 98 no Rio promete fazer todo paulista se sentir um pouco carioca nesse pré-carnaval.
Quando: 11 de fevereiro, a partir das 11h30.
Concentração: Na Praça Horácio Sabino.

Vai lá: Acadêmicos do Baixo Augusta - O bloco de uma das regiões mais agitadas de São Paulo tem Simoninha como puxador e a cantora Pitty como madrinha. Prova que roqueiros também caem no samba de vez em quando.
Quando 12 de fevereiro. Concentração começa às 14h e o bloco sai às 16h.
Concentração:  No bar Sonique, Rua Bela Cintra. 

Olinda/Recife

Vai lá: Eu Acho é Pouco - Neste bloco, além da camiseta oficial, os foliões podem comprar o tecido com a estampa do Eu acho e pouco e confeccionarem suas próprias fantasias. A ideia foi feita no carnaval de 1985, então o gostinho esse ano será um pouco mais nostálgico.
Quando: 18 e 21 de fevereiro às 16h00, dia 19 às 17h00 e versão infantil, as 9h00 no dia 20.
Concentração: 18 e 21 no Mosteiro de São Bento em Olinda, dia 19 na Praça do Arsenal, no Recife Antigo e segunda,20, a versão infantil Eu acho é poquinho na sede do bloco no bairro da Ribeira.

Vai lá: Quanta Ladeira - Versos são criados em cima melodias que estão em evidência no momento. Além das versões com letras polêmicas, o Quanta Ladeira também mistura The Clash, Bee Gees, Queen, Genival Lacerda, Alceu Valença, Jackson do Pandeiro, axé, reggae, forró, Nação Zumbi, Fagner, entre outros.
Quando: 19 de fevereiro às 16h00
Concentração: Palco do Recbeat - Cais da Alfândega,  Recife antigo 

Vai lá: Bloco do Case - Criado em 2005 por técnicos de som, roadies, músicos e produtores, este bloco sai na quarta feira de cinzas. A ideia surgiu como uma folga para os profissionais que sempre trabalham no período do carnaval. Super prática, a fantasia dos foliões do Bloco do Case consiste em qualquer camiseta da técnica e todos os crachás disponíveis no pescoço.
Quando: 22 de fevereiro às 16h00
Concentração: Atrás da Matriz de São Pedro, ao lado da Pitombeira, em frente ao quintal do Rossi

Belém/PA

Vai lá: Filhos de Glande - O bloco que desfila desde 2007 e sempre tem uma personalidade como tema este ano homenageia Chico Buarque. Já foram homenageados Che Guevara, o Barack Obama, Mussum e Silvio Santos. A brincadeira é comandada por uma bateria com mais de 20 ritmistas e uma potente banda de sopro, que tocará marchinhas, frevo e, claro, Chico Buarque.
Quando:  12 de fevereiro ás 15h
Concentração: Cidade Velha

matérias relacionadas