por Ricardo Guimarães
Trip #272

Deus não nos criou sem-roupa-e-sem-poder para fazer sauna. Ele esperava mais de nós. Seu projeto era que o homem não precisasse de roupa nem de poder pra ser feliz

Caro Paulo,

Conheci o Temer nu, na década de 80.

Éramos sócios do mesmo clube e fazíamos sauna no mesmo dia, no mesmo horário.

Nunca encontrei com ele fora daquela situação, por isso demorei para perceber que o Temer famoso e vestido era a mesma pessoa sem roupa e sem nome da sauna.

Hoje, toda vez que mostram as gravações da JBS e as radiografias da infecção urinária do presidente, não tem como não me lembrar do pelado sem nome, sem cargo e sem poder, exatamente como Deus fez.

Deus não nos criou sem-roupa-e-sem-poder para fazer sauna.

Ele esperava mais de nós. Seu projeto era que o homem não precisasse de roupa nem de poder para ser feliz.

Mas tinha uma condição: teríamos que obedecer a única proibição que ele nos fez, que era não comer o fruto da árvore do conhecimento.

O que fizemos?

Desobedecemos. Optamos pelo crime.

Como optar pelo conhecimento pode ser um crime? Coisas de Deus que não dá para entender… ainda.

O fato é que houve punição: fomos expulsos do paraíso com uma mão na frente e outra atrás, precisando de roupa e poder para organizar o convívio entre os homens.

Isto é, o conhecimento ficou lá no paraíso e a gente saiu ignorante, tendo que aprender a usar a natureza (ciências naturais) para fazer roupa e a entender os humanos (ciências humanas) para organizar a sociedade.

Ignorantes, continuamos errando e aprendendo. Um dos maiores erros foi exatamente achar que a humanidade e a natureza eram coisas diferentes e independentes. Apesar de Darwin nos mostrar que nós somos a evolução e que natureza e humanidade são a mesma coisa, tem muito homem que ainda compete com a natureza, achando que pode ganhar esse jogo.

Mas, segundo os meus mestres preferidos em evolução, estamos indo bem.

O tal do conhecimento está vindo cada vez mais rápido, em maior volume e a custo cada vez menor. As redes sociais, a Lava Jato, os Panama Papers estão se proliferando e iluminando os cantos escuros em que podiam cometer crimes sem aprendizados. A conexão, a interação e a interdependência estão se impondo como realidade mais segura e eficiente para se aprender. As ciências naturais e as ciências humanas estão conversando como nunca antes na história ocidental. E o capitalismo está começando a aprender que para ganhar dinheiro precisa resolver algum problema para alguém. Estamos evoluindo.

É verdade que alguns de nós são mais atrasadinhos e demoram para aprender como as coisas devem funcionar para a evolução acontecer.

Não sei se uma boa educação tira esse atraso. Talvez. Acho que precisa de conhecimento, claro, mas também de consciência.

Na real? Esses caras precisam é de punição! Deus tem razão.

É a punição que educa.

Tem que pôr na cadeia, tem que expulsar do partido, tem que mostrar que o crime não compensa.

Se a Justiça e a polícia não fizerem isso, porque lá também tem uns atrasadinhos, não vamos nos desesperar.

A evolução não perdoa e elimina quem não acompanha estes novos tempos em que o rei está cada vez mais nu.

(“... e pur si muove!” Esse recado é para quem acredita mais na lei dos homens do que nas leis da natureza...)

 

Meu abraço,

 

Ricardo 

Créditos

Imagem principal: SANDRO KA VÊNUS (2012). ACERVO MACRS. FOTO SANTO CLIC

matérias relacionadas