apresentado por Peugeot

Com trabalhos expostos em diversos países, Rejane Cantoni e Leonardo Crescenti misturam arte e tecnologia em seus trabalhos. Aqui, a dupla traça um roteiro futurístico pelo mundo

Rejane Cantoni e Leonardo Crescenti são naturais de São Paulo e desenvolvem, juntos, obras imersivas e interativas através de pesquisas tecnológicas. A dupla de artistas atua em parceria desde 2005 e já participou de diversas mostras ao redor do mundo com instalações que permitem ao público interagir com ambientes virtuais. A maior parte dos projetos possui sistemas abertos para que as pessoas se instiguem a descobrir o mecanismo das obras.

"Hoje a gente sente que nosso trabalho é de comunicação, mas comunicação para todos os sentidos. A ideia é que a gente lance uma proposta multisensorial de experimentação do espaço", conta Rejane. Juntar tecnologia com arte é a grande missão da parceria Cantoni Crescenti, que segue prerrogativas futurísticas em suas pesquisas e obras e propõe uma ruptura com os conceitos tradicionais de arte.

Assim como a dupla, o novo Peugeot 2008 quer proporcionar experiências únicas aliadas à tecnologia e ao design, permitindo liberdade para buscar novos caminhos e fazer de cada viagem uma experiência única. E inspirados nos atributos deste SUV, Rejane e Leonardo criaram um roteiro tecnológico pelo mundo. Saiba mais sobre os artistas abaixo e aproveite as dicas de lugares incríveis!

Rejane Cantoni

"Na faculdade de jornalismo, percebi que meu pensamento não tinha uma linearidade que a área cobrava. Foi quando notei que precisava usar meios audiovisuais para comunicar minhas ideias", conta Rejane Cantoni. A artista e pesquisadora de sistemas de informação se formou em jornalismo, com especialização em comunicação, semiótica e visualização de sistemas de informações e interfaces cinéticas. Pode parecer muita informação, mas Rejane sabe misturar todos esses elementos em sua arte de uma maneira única. Ela desenvolve instalações imersivas em parceria com o arquiteto Leonardo Crescenti. São plataformas de realidade virtual que exploram a interação entre o homem e a tecnologia de maneira "áudio, tátil, visual", como a artista gosta de falar. "É muito mais fácil experimentar a situação através de todos os sentidos", acredita. Em 1990, com sua pesquisa sobre realidade virtual, notou que todo esforço tecnológico está em tentar expandir os sentidos e criar máquinas que permitam essas experiências multissensoriais. Para o futuro, ela destaca o conceito da máquina do tempo. "Já temos máquinas que operam com certa autonomia, chegamos ao ponto em que a inteligência artificial começa a tomar decisões para além do limite que podemos desenhar para elas. O futuro já está aqui, por isso voltar no tempo é ainda tão futurístico quanto as máquinas que já temos", conta.

Leonardo Crescenti

Artista e arquiteto, Leonardo Crescenti se destaca como fotógrafo de publicidade e diretor de fotografia em comerciais e curtas-metragens. Ele conta que, por ter tido uma formação muito ampla na universidade, se permitiu observar e explorar outros meios de criação. No cinema, já ganhou prêmios nacionais e internacionais, além de participar por três vezes da Quinzena dos Realizadores no Festival de Cannes. Como artista, investiga e desenvolve projetos em várias mídias e suportes. Nunca trabalhou na área da arquitetura, mas acredita que a formação foi essencial para influenciar o modo como enxerga a "construção das cidades e dos lugares no mundo". Com Rejane Cantoni, potencializa a tecnologia como arte por meio de plataformas multissensoriais e da total participação do espectador. "A gente tem cada vez mais aparatos que facilitam a nossa vida", ele reflete, sobre tecnologia. "O nosso celular, por exemplo, dá acesso ao banco, ao e-mail, a uma câmera. São coisas que usamos no nosso dia a dia que não tínhamos há dez, 15 anos. São facilitadores", continua. Para o futuro, Leonardo não acredita que a máquina irá dominar os afazeres do homem, mas que irá criar novas funções para nós. "Acho que vamos conseguir cada vez mais coisas para fazer, então a tecnologia não vai ocupar todo o nosso tempo."

Lugares futurísticos no mundo

por Rejane Cantoni e Leonardo Crescenti

Ars Electronica – Linz, Austria

O Ars é uma referência em pesquisas que interconectam arte, ciência e tecnologia. Além disso, abriga um centro de pesquisa e de desenvolvimento (Futurelab), um museu (Museu do Futuro) e oferece um festival internacional (o Prix Ars Electronica).

Vai lá: https://www.aec.at/news/

ZKM – Karlsruhe, Alemanha

Dirigido por Peter Weibel, a instituição cultural ocupa uma antiga fábrica de munições e fomenta e desenvolve pesquisa, produção, exposições, arquivos e coleções de arte, ciência e tecnologias de mídia. São dois museus, três institutos de pesquisa e um centro de novas mídias.

Vai lá: http://on1.zkm.de/zkm/e/

FILE – Brasil

O Festival Internacional de Linguagem Eletrônica, organizado por um grupo sem fins lucrativos, é o maior festival de arte e tecnologia no Brasil e exibe, em diversos estados do Brasil, instalações imersivas e interativas, arte sonora, game art, realidade virtual, realidade aumentada, projetos em novas mídias, cinema digital e por aí vai.

Vai lá: http://file.org.br/ 

Itaú Cultural – Brasil

É a única instituição brasileira que coleciona arte cibernética! Isso não é pouco, já que para exibir e manter o acervo vivo, além de expor em todo país, é preciso investir em pesquisa e desenvolvimento de mão de obra e de tecnologias. Um acervo como este pode possibilitar que artistas de áreas emergentes continuem suas pesquisas.

Vai lá: http://www.itaucultural.org.br/

Deserto do Atacama – Chile

A observação atenta do deserto pode produzir na percepção uma experiência sensorial futurista sem o uso de tecnologias ou interfaces máquinas. De lá, é possível observar o tempo passar e quase parar.

Rua Santa Ifigênia – Brasil

O bairro do centro de São Paulo causa a sensação de que, com um pouco de dinheiro e muita imaginação, é possível nós mesmos montarmos um futuro. Como em Blade Runner.

Vai lá: A Peugeot quer oferecer para você a melhor experiência. Por isso, criou o Peugeot Total Care, uma iniciativa pioneira no mercado que visa estabelecer uma relação transparente e de total confiança com o consumidor. Clique aqui para saber mais.

matérias relacionadas