por Diogo Rodriguez

Modalidade em crescimento no Brasil, o wakeskate mistura wakeboard com manobras de skate

O wakeskate não é novo no Brasil - existe pelo menos desde os anos 80, mas ainda é uma modalidade sem expressão. O primeiro campeonato nacional foi realizado em três etapas em 2010 e para 2011 espera-se que patrocinadores ajudem a fazê-lo crescer e ficar mais importante.

Misturando manobras de street skate com técnicas de wakeboard, o wakeskate usa pranchas que são um híbrido dos shapes com quatro rodas e das pranchas com botas fixas. Existe uma lixa no deck, e o atleta geralmente usa tênis para fazer manobras, com a prancha solta nos pés.

Um dos principais wakeskaters do Brasil, André "Patas" Zerwes mantém um site, o Wakeskater.com.br, na esperança de que o esporte cresça e se torne pelo menos tão relevante quanto o wakeboard, que já contou com representantes brasileiros no Pan-Americano do Rio de Janeiro em 2007. Ele treina em Jaguariúna com Marcelo "Marreco", wakeboarder medalha de ouro no Rio.

A Trip foi a Jaguariúna para conhecer melhor o wakeskate, um esporte que luta para crescer e chamar a atenção.

Vai lá: www.wakeskater.com.br

matérias relacionadas