por Alexandre Potascheff

Um dos maiores ídolos do esporte nacional analisa o momento do futebol brasileiro e conta como tenta ajudar o SPFC a fugir do rebaixamento

Um dos maiores ídolos do futebol nacional, Raí foi um dos principais jogadores da década de 90 e ainda é uma das figuras mais simpáticas do esporte nacional. Campeão do Mundo com a seleção de 94, dizem que ele começou sua carreira no futebol mais por necessidade do que por vontade. Formado pelo Botafogo de Ribeirão Preto, foi contratado pelo São Paulo no fim da década de 80. No tricolor paulista, conquistou alguns dos títulos mais importantes da história do clube, como a Libertadores de 92 e 93 e o Mundial de 92. Em 93 foi contratado pelo Paris Saint Germain, também conhecido atualmente como “o time do Neymar”. No PSG, liderou a equipe na conquista de títulos nacionais e continental, ganhando assim a idolatria da torcida parisiense. Encerrou sua carreira em 2000, no São Paulo, para onde retornou em 98. Desde a aposentadoria dos gramados tem se dedicado à diversas atividades, entre elas a Fundação Gol de Letra - entidade que oferece educação para crianças e adolescente em situação de vulnerabilidade social - e o Pacto pelo Esporte - uma iniciativa de diversas organizações para facilitar e assegurar parcerias concretas e transparentes entre empresas e associações esportivas. Na conversa com Paulo Lima, Raí explica melhor a atuação desses projetos, analisa o momento do futebol atual, fala de Neymar e conta como está tentando ajudar o São Paulo a evitar o rebaixamento no campeonato brasileiro.

ESCUTE A ENTREVISTA COMPLETA NO PLAY ABAIXO:

SET LIST
Aretha Franklin —  The Weight
Sergio Mendes & Brazil '66 —  Mas que Nada
Toots and the Maytals —  54 - 46 Was My Number
Andrew Bird —  Roma Fade

Ouça todas as músicas que rolaram no Trip FM em 2017

matérias relacionadas