por Nina Lemos
Tpm #166

Uma retrospectiva das bizarrices brasileiras durante o processo de impeachment

As coisas estão tão absurdas no Brasil (e contando, porque devem estar ainda mais bizarras quando esta revista chegar as suas mãos) que decidimos fazer uma retrospectiva dos acontecimentos até aqui. Motivo: vai faltar página no fim do ano!

O Pixuleco

As pessoas brigaram sério por causa de um boneco inflável gigante chamado Pixuleco, um boneco do Lula com fantasia de penitenciário. Em alguns casos, o boneco chegou a ser assassinado por militantes petistas. Em casos mais graves, manifestantes dos dois lados foram parar na delegacia. Em Manaus, no meio da briga que culminou no assassinato do boneco, um policial foi ferido na mão. Todos os envolvidos eram adultos.

O pato

Algumas pessoas viraram seguranças de pato – para que ele não tivesse o mesmo fim do Pixuleco. A ave em questão ficou por meses inflada na avenida Paulista, protegida por manifestantes pró-impeachment. Mas, assim que o pedido de impeachment foi aprovado, o pato perdeu a guarda e acabou queimado pelos contra o impeachment. Na internet o ato ficou conhecido como “churrasquinho de pato”. Todos os envolvidos eram adultos.

Em nome de meu pai

Enquanto votavam o impeachment na Câmara dos Deputados os parlamentares jogavam purpurina para o alto, usavam trajes típicos e falaram o nome de seus familiares. “Pelo Acre, pela minha neta Sofia!” Ah, e Jair Bolsonaro dedicou seu voto ao torturador Ustra. Eram todos adultos.

LEIA TAMBÉM: Todos os textos de Nina Lemos na Tpm

O cuspe de Jean Wyllys

Na mesma noite do vexame mundial na Câmara, depois de dedicar o voto a Ustra, Jair Bolsonaro partiu para o bullying contra Jean Wyllys. O deputado reagiu com uma cusparada. Todos ficaram obcecados pelo ato e jogos de cuspir foram inventados na internet. Os registros mostram que todos eram adultos.

A maior república das bananas do mundo

Quem disse isso foi um jornal alemão. Mas também disseram que a política brasileira era mais emocionante que o seriado House of Cards. Saudades do 7 a 1!

O Lula ministro (sim, não, sim, não...)

Em menos de um mês, o ex-presidente virou e desvirou ministro incontáveis vezes. Foi tão difícil acompanhar que um site chamado Lula é ministro? foi criado para auxiliar as pessoas. Nesse meio- tempo, claro, o Brasil ficou sem ministro da Casa Civil. Mas quem se importa?

LEIA TAMBÉM: Casagrande: passado a limpo

Os vomitaços

Depois de tudo isso as pessoas passaram a protestar contra esses e outros absurdos fazendo “vomitaços”. Trata-se de usar emoticons de vômito em páginas de oponentes políticos. Todas as pessoas envolvidas eram adultas.

LEIA TAMBÉM: Ninguém lê, trepa ou termina o seriado

matérias relacionadas