por Lígia Nogueira
Tpm #127

De férias de Hollywood, ator estreia ótimo longa chileno


As últimas estreias de Gael García Bernal nos cinemas brasileiros tinham cartazes bem parecidos. Num, a atriz Amanda Seyfried apresentava Cartas para Julieta. No outro, Kate Hudson encarava a lente em Pronta para amar. Em ambos, o ator mexicano era relegado a segundo plano, como o par romântico da mocinha. Gael volta agora às telas nacionais do jeito que a gente gosta: numa trama bem bolada (e com um cartaz só pra ele). Em No, do diretor Pablo Larraín, ele interpreta um publicitário com a missão de mudar o rumo político do Chile. O filme se passa em 1988, quando, depois de 15 anos no poder, o ditador Augusto Pinochet decide ceder às pressões internacionais e convocar um plebiscito. A população vai decidir se ele permanece ou não no governo. Tal qual um Don Draper (da série de TV Mad Men) latino-americano, o jovem René Saavedra é escalado para liderar a campanha do “não”, com direito a 15 coloridos minutos diários na TV.

Vai lá: No – estreia prevista para 20/12 nos principais cinemas do país

matérias relacionadas