por Jessica Grant
Tpm #110

Começa hoje em São Paulo festival de cinema francês com filmes inéditos e La Deneuve

Catherine Deneuve, a eterna bela da tarde, vem ao Brasil para a estreia de Potiche: Esposa Troféu, bastante elogiado pela crítica internacional. O filme abre o Festival Varilux de Cinema Francês, com dez produções inéditas. Na comédia, a atriz de 68 anos interpreta uma dona de casa submissa que, após uma greve na empresa de seu marido, assume a chefia. Na vida real, ao contrário de sua personagem, Catherine se posiciona nas causas em que acredita. Por exemplo, em 1971, ela e mais 343 mulheres assinaram um documento assumindo já ter feito aborto e pediam liberdade para o ato no país. Quatro anos depois, o aborto foi legalizado na França.

Catherine, diferente da maioria das atrizes, que veio de backgrounds artísticos (pais, mães) ou foi descoberta em concursos, entrou na indústria cinematográfica por acaso. Precisava de dinheiro, estava de férias da escola e a chamaram para um teste. Desde então, ficou famosa por personagens delicadas e frias – frígidas até, o que não a impediu de se tornar símbolo sexual da década de 60. Além dela, a atriz Audrey Tatou, 32 anos, vem para a estreia de Uma Doce Mentira, e Sandrine Bonnaire, 44, ganha retrospectiva de suas obras além de divulgar o longa Xeque Mate.

Vai lá: Festival Varilux de Cinema Francês, de 8 a 16/6, em 22 cidades brasileiras, www.festivalcinefrances.com

matérias relacionadas