por Gabriella Feola
Tpm #146

Neta faz documentário em homenagem a Gabriela Leite, ícone da luta pelo direito das prostitutas

A história de Gabriela Leite, ativista e prostituta que morreu de câncer no ano passado, será registrada no documentário Filhas de Gabriela, dirigido e produzido por sua neta Tatiany Leite. O filme deve estrear no início de 2015. Com o documentário, a neta jornalista quer transmitir a mensagem pela qual a avó brigou a vida inteira: a prostituição é uma profissão digna como qualquer outra. Gabriela fundou a Davida, uma das primeiras organizações a lutar pelos direitos das putas, a grife Daspu e foi uma das homenageadas pelo Prêmio Trip Transformadores de 2012. O deputado Jean Willys (PSOL-RJ) e o cartunista Laerte são alguns dos entrevistados de Tatiany, assim como amigos e familiares. Sem glamorizar os fatos, o filme mostra conflitos e desentendimentos, como o de dona Matilde, mãe de Gabriela, que não esconde a mágoa por ela ter saído de casa e abandonado a filha pequena aos cuidados da avó. “Cada vez que faço uma entrevista, descubro mais pessoas dentro de uma só Gabriela. Antes do documentário, eu só conhecia a avó”, conta Tatiany.

matérias relacionadas