por Glória Pereira
Tpm #110

Conciliar investimento e educação financeira para seus filhos pode ser simples

Conciliar investimento e educação financeira para seus filhos pode ser simples. Glória Pereira tira a dúvida de uma leitora e mostra o caminho

"Qual a melhor forma de investir para minha filha que vai nascer em outubro? Já tenho uma poupança, e no nascimento dela terei R$ 10 mil. Quero que aos 20, 25 anos, ela tenha uma quantia suficiente para fazer o que gosta. Fico em dúvida quanto a um plano de previdência ou se há algo melhor."

Para qualquer investimento render, o investidor tem que monitorar, porque a economia global muda, e investimentos de longo prazo que há quatro anos eram excelentes viraram pó com a crise internacional de 2008. Há muitos investimentos de moda, que são bons por um período e depois degringolam.

Então, minha sugestão, por enquanto, deixe onde está – na poupança – que não cresce muito, mas também não desaparece. E comece a estudar o mercado de ações para se tornar uma homebroker, ou seja, criar suas estratégias de investidora – aplicar, monitorar e cuidar dos seus investimentos.

Brincar e ganhar
Quando sua filha tiver 6 anos você pode começar a investir com ela. As crianças adoram ver qualquer coisa crescer, inclusive seus investimentos. Isso é século 21! Muitas novidades financeiras vão aparecer, algumas ruins e outras excelentes. Você vai aprender muito com ela.

Estou ensinando educação financeira para crianças de 4 a 8 anos. Faço isso a partir dos valores da família e da sociedade. Elas entendem a importância e o valor dos brinquedos. Decidem o que fazer com roupas e brinquedos que não querem mais, seja porque enjoaram ou porque cresceram. Elas escolhem vender, leiloar, trocar, doar; bem como o que fazer com o dinheiro resultante: o que comprar, como aplicar e fazer render, e tantos outros verbos. Os meninos, assim como as meninas, adoram negociar. Basta ensinar de forma lúdica, com significado, de acordo com a compreensão da criança.

Você já navegou pelo portal da Bovespa? Há vídeos, aulas e primeiras noções para investidores. Pode ser um bom começo.

Vai Lá: www.bmf.com.br

* Uma dica valiosa Nunca prenda seu dinheiro para promessas financeiras de longo prazo do tipo: "daqui a dez anos, ou daqui a 20 anos". O risco de perder tudo ou boa parte é muito grande e sem controle por parte de qualquer investidor!

Glória Pereira é consultora de riqueza. Autora de vários livros sobre finanças pessoais, entre eles o best-seller A Energia do Dinheiro (Campus), e do jogo Negócio Sustentável®. Seu e-mail: gloria.pereira@sinergianet.com.br

matérias relacionadas