por Autumn Sonnichsen
Trip #283

Ela estava salgada e coberta de óleo de macadâmia, a respiração estava lenta e os olhos, fechados

Eu não conheci a Ana por causa do corpo dela. O corpo dela veio para mim como uma surpresa. Dizem que ela é a musa das bichas, dizem que ela é a melhor stylist do Brasil, dizem que ela tem uma mente furiosa e uma visão afiada. E eu tenho a grande sorte de dizer que a Ana é a minha amiga.

É muito bom poder virar amiga das pessoas que você é meio fã, das pessoas que você admira, das pessoas que você tinha um certo medo e respeito. Lembrei dela nas festas de moda, ela sempre meio longe, com um sapato que me parecia incrivelmente chique e impossível de andar. Mas a Ana foi me encontrar em Cabo Verde e passamos uns dias no mesmo quarto de hotel, comendo coisas gordurosas nas ruas ensolaradas de uma ilha no meio do Atlântico e longe de tudo que conhecemos. Ela me ensinou a botar uns looks brilhantes para pedir room service e comer na cama.

Fomos a Cabo Verde fotografar Mayra Andrade para a última edição da Trip e não sabíamos o que nos esperava por lá. Ela fez o styling e, por mais que vista os outros lindamente, é, das pessoas que já encontrei, a que mais ama ficar pelada – e eu já encontrei bastante gente pelada nesta minha vida aqui.

Fiz essa foto no nosso último dia no arquipélago africano. Nosso parceiro João Wainer já tinha voltado ao Brasil, e eu e a Ana tínhamos uma escala de dez horas na Ilha do Sal. Já havíamos fotografado tudo que tínhamos que fotografar, já havíamos trabalhado tudo que tínhamos que trabalhar.

LEIA TAMBÉM: Todos os textos de Autumn Sonnichsen

Pegamos um hotel e passamos o dia tomando gim tônica deitadas nas espreguiçadeiras na praia, se bronzeando, lendo, falando dos meninos que a gente gosta. Voltamos para o quarto e fiz uma massagem nela antes do jantar e de irmos para o aeroporto. Fiz essa foto depois que terminei, ela estava salgada e coberta de óleo de macadâmia, a respiração estava lenta e os olhos, fechados. Lá fora, as sombras começavam a se alongar, a luz começou a amarelar e se aquietar, os velhos começaram a sair de casa para passear.

Mandei essa foto para Ana depois e ela não se reconheceu. Talvez seja por isso que sempre a admirei. Ana está sempre buscando, sempre se renovando, sempre se surpreendendo para se reconhecer como uma mulher nova. Às vezes, é para isso que serve a fotografia, para que uma pessoa possa ver as possibilidades da própria pele.

Créditos

Imagem principal: Autumn Sonnichsen

fechar

Entre em contato
com a trip


fale conosco

PABX +55 (11) 2244-8747
Caixa Postal: 11485-5
CEP: 05414-012
São Paulo - SP

atendimento ao assinante

SP (11) 3512-9465
BH (31) 4063-8433
RJ (21) 4063-8482
das 09h às 18h
assinaturas@trip.com.br
 CENTRAL DO ASSINANTE 

ou se você preferir:

e-mail inválido!
mensagem enviada!
fechar

Assine


E leve ousadia, moda, irreverência,
comportamento, inspiração.
Tudo isso com coerência, profundidade
e um olhar que só a Trip tem.

trip

Desconto de 25%

11 edições
R$ 98,18
6 x R$ 16,36

Capa Conceito

assinar

11 edições
R$ 98,18
6 x R$ 16,36

Capa Trip Girl

assinar

trip

Grátis um super relógio

22 edições
R$ 261,80
6 x R$ 43,63

Capa Conceito

assinar

22 edições
R$ 261,80
6 x R$ 43,63

Capa Trip Girl

assinar
fechar